MENU

AVE MARIA

Ave-Maria, cheia de graça! O Senhor é convosco Bendita sois vós entre as mulheres e Bendito é o Fruto do vosso ventre, Jesus Santa Maria Mãe de Deus, rogai por nós os pecadores, agora e na hora de nossa morte. Amém

Menu Deslizante

Páginas

OLÁ!

http://img1.picmix.com/output/pic/original/1/8/8/9/3899881_962d3.gif


quinta-feira, 30 de julho de 2015

ORAÇÃO Ò LUZ DO MUNDO

“Ó Luz do mundo, Deus infinito, Pai da eternidade, Doador de sabedoria e conhecimento, e inefável Concessor de toda graça espiritual, tu conheces todas as coisas antes que sejam feitas. Tu, que crias as trevas e a luz, estende tua mão e toca minha boca. Torna-a como uma espada afiada para proferir eloquentemente tuas palavras. Torna minha língua, ó Senhor, como uma seta escolhida para declarar fielmente teus prodígios. Coloca teu Espírito, ó Senhor, em meu coração para que eu perceba. Coloca-o em minha alma para que eu o conserve na memória. Coloca-o na minha consciência para que eu medite. Se forma amorosa, santa, misericordiosa, clemente e gentil, inspira-me com tua graça. (p.204. Madeline Pecora Nugent…);

Fonte: O Diário de Deus

O SANTO SUDÁRIO E OS MILAGRES DE LOURDES

Santo Sudário de Turim: detalhe do rosto de Nosso Senhor morto.

Santo Sudário de Turim: detalhe do rosto de Nosso Senhor morto.

O crescente ateísmo e imoralidade contra os quais Nossa Senhora veio em Fátima alertar os homens negam que Nosso Senhor Jesus Cristo tivesse existido, como a Igreja Católica sempre nos ensinou.
Também negam que os fatos narrados no Novo Testamento tenham sido, exatamente, como estão narrados no Evangelho.

15 ANOS DE IDADE, PURO, APÓSTOLO: SÃO DOMINGOS SÁVIO, UMA VIDA CAPAZ DE MARAVILHAS

Incentivado por ninguém menos que Dom Bosco, ele foi dócil à graça de Deus e se deixou santificar!

Domenico Savio-ar

Domingos Sávio nasceu em Castelnuovo d'Asti, na Itália, no dia 2 de abril de 1842 e, segundo o seu diretor espiritual, ninguém menos que São João Bosco, tinha “uma índole doce e um coração formado para a piedade; aprendeu com extraordinária facilidade as orações da manhã e da noite e as rezava quando tinha apenas quatro anos de idade”.
Aos cinco anos, impressionava a todos pela devoção nas missas, em que já ajudava como coroinha apesar de não lhe ser fácil segurar o grande missal nas mãos pequeninas.

UMA POMBA… POR QUÊ?

"Depois de ser batizado, Jesus saiu logo da água, e o céu se abriu. E Ele viu o Espírito de Deus descer, como uma pomba, e vir sobre Ele". O texto sagrado é claríssimo, o Espírito de Deus veio em forma de pomba. Porém, ainda resta uma dúvida: Porquê uma pomba? Não seria melhor uma andorinha, ou uma águia?

A razão pela qual o Espírito Santo apareceu em forma de pomba e não de outro animal, é explicada por São Tomás[1] com sua característica singeleza:

Todo aquele que deseja ser batizado não pode ansiar esse sacramento de maneira fingida e superficial, mas sim de modo simples, como a pomba que é um animal sem nenhuma ganância. E por isso o evangelista São Mateus aconselha: "Sede simples como as pombas". (Mt 10, 16)

Através do Batismo o homem possui os sete dons do Espírito Santo, os quais estão simbolizados na Pomba, pois:

a. Esta ave mora junto às correntezas de água, pela razão de que quando vir o gavião poder escapar submergindo. Isto se relaciona com o dom de sabedoria, porque os santos moram junto as correntezas das Sagradas Escrituras, com o objetivo de escaparem das tramas do demônio.

b. A pomba escolhe os melhores grãos para o seu alimento, o que se relaciona com o dom de ciência, com o qual quem a possui escolhe as melhores opiniões para alimento de sua vida espiritual.

c. Este amável animal alimenta os filhotes alheios. Dom de conselho, com o qual se busca alimentar àqueles que estão afastando-se de Deus ou já caíram no pecado.

terça-feira, 28 de julho de 2015

A “LOUCURA” DA CRUZ–Parte III

Continuação do post: A “Loucura” da Cruz - Parte II

Vede: a Cruz,
Que aos olhos do século parece não ser mais que um símbolo de tristeza, é, entretanto, a obra prima da alegria; e, portanto, a maior das felicidades humanas é essa loucura de que nos fala São Paulo.
O século sempre entendeu esta loucura erradamente, servindo-se dela para zombar da fé, caluniar o cristão e apresentá-lo como o refugo da natureza humana, cuja ciência consiste em bestializar a inteligência, obliterar o sentimento e atrofiar o coração.
Nunca foi esta a doutrina da Igreja, que, bem longe de assim entendê-lo, quando, no século 17, homens saídos de seu seio, mal interpretando as palavras do Apóstolo, fizeram uma guerra encarniçada à ordem natural, à razão humana, ao desenvolvimento da inteligência e às necessidades legítimas do coração, condenou essa doutrina –o Jansenismo – e reprovou a
sua moral.
A loucura da Cruz, como a entende a Igreja, não é, pois, a mutilação do homem; não é a renúncia de seus sentimentos, nem do que eleva o seu espírito, dilata o seu coração e alegra a sua vida.
A doutrina da Igreja, é que a Graça não destrói a natureza: purifica-a, aperfeiçoa-a.
Santo Agostinho dizia que a Encarnação não é senão um vasto sistema higiênico e curativo para a natureza humana; e, se bem compreenderdes este pensamento do egrégio doutor da Igreja, vós tereis a justa ideia do que seja a loucura da Cruz.
Nas práticas da vida cristã, nas humilhações do homem que quer purificar-se, há uma espécie de loucura; mas loucura somente para os instintos depravados da natureza corrompida.
Como em todo remédio há uma parte por assim dizer ignóbil, vil, desprezível, repugnante à natureza; há também isso no aparelho curativo da Igreja.
O homem é também doente do espírito e do coração; e os remédios de que precisa esta sua enfermidade são como os do corpo, duros, amargos, repugnantes à vaidade e ao orgulho.
É uma loucura humilhar-se, abater-se pedir perdão das ofensas, amar os inimigos?!
Pois é a loucura da Cruz!
É uma loucura ser casto, renunciar aos gozos animais, rivalizar com os anjos?! Pois é a loucura da Cruz! É uma loucura repudiar a avareza a ambição da glória, o furor do bem-estar?! Pois é a loucura da Cruz!
Reparai, porém: esta loucura é um verdadeiro remédio, porque nos despoja do velho homem, restaura as partes nobres da nossa natureza, que só se purifica e regenera pela crucificação, isto é, pelo aniquilamento de suas partes más.
E não foi essa loucura que regenerou o mundo, quando, num momento solene da história, para libertá-lo da gangrena romana, foi preciso lavá-lo no sangue das virgens, dos confessores, dos mártires?! E, hoje, que falta ao nosso século?
É justamente a loucura da Cruz!
Porque o homem moderno é tão vaidoso, tão cheio de ambições, tão sensual, tão rebelde? Porque não ama a Cruz de Jesus Cristo e zomba do cristão que procura reproduzi-la em si? Porque na política a impostura, a mentira, a perfídia?
Na ciência – o orgulho, na literatura – a luxúria, nas artes – a prostituição do belo, o repúdio de todas as formas nobres da imaginação? Porque o estadista, o sábio, o filósofo, o poeta e o artista não conseguem fazer feliz a humanidade moderna?
Percorrei o mundo inteiro, batei a todas as portas; perguntai aos homens, nos palácios ou nas choupanas, se eles são felizes; e um gemido doloroso saído de todos os corações vos responderá:não, não somos felizes.
Mas porque o homem moderno, no meio de tantos esplendores da civilização material, é verdadeiramente desgraçado? Porque ele não ama a Cruz de
Jesus Cristo.
Vós, homem moderno, podeis pretender todas as glórias: a de terdes surpreendido, com um pedaço e vidro, o infinitamente pequeno nas profundezas da terra, o infinitamente grande nas profundezas do céu;
A de terdes dado aos vossos olhos o prodigioso óptico poder de verem no solo o arbusto crescer, a verem no espaço o astro girar; a de terdes reunido nas vossas exposições universais as riquezas espalhadas pelo globo;
A de terdes consorciado nos vossos museus as faunas e as floras do mundo inteiro; a de terdes pelejado com os seus ventos e tempestades, medido mesmo a profundeza dos seus oceanos. Há uma glória, porém, que vós não podeis reclamar:
A de terdes medido a inanidade dos vossos prazeres, domado os ímpetos do vosso orgulho, medido a profundeza incomensurável da vaidade universal, que não deixa ver na Cruz de Jesus Cristo a salvação do mundo, e na loucura da Cruz – a sabedoria verdadeira!

Fonte: retirado do livro “A Paixão” do Rev. Pe. Júlio Maria de Lombaerde.
























segunda-feira, 27 de julho de 2015

SANTO AFONSO MARIA DE LIGÓRIO ENSINA A IMPORTÂNCIA DO SILÊNCIO

1. O silêncio é um meio excelente para se alcançar o espírito da oração e para se habilitar para o trato ininterrupto com Deus. Dificilmente se encontrará uma pessoa verdadeiramente piedosa que fale muito.

.Todos que possuem o espírito de oração amam igualmente o silêncio, que é justamente chamado o conservador da inocência, um baluarte contra as tentações e uma fonte de oração, pois que o silêncio favorece o recolhimento e excita no coração bons pensamentos: ele obriga de certo modo a alma a pensar em Deus e nos bens celestes, como diz S. Bernardo (Ep. 78).

.Por essa razão todos os santos e mesmo aqueles que não viveram como anacoretas eram especiais amantes do silêncio.

.O profeta Isaías diz: “O silêncio cultivará na alma a justiça” (Is 32, 17). De um lado ele nos preserva de muitos pecados, removendo a ocasião de altercações, de difamações, rancor e curiosidade; de outro lado, nos auxilia a adquirir muitas virtudes.

A “LOUCURA” DA CRUZ–Parte II

Continuação do post: A “Loucura” da Cruz - Parte I

Onde, porém, perguntareis, colocar a alegria numa vida como a de Jesus Cristo?
Onde ver a alegria naquela Cruz?! Pois a Paixão do Homem-Deus não foi o sumo da dor, e por consequência exclusão de toda alegria?!
Sim; a Paixão de Jesus Cristo foi uma dor real, completa e tão vasta que abrangeu toda a Sua vida, desde o primeiro vagido do Presépio até ao derradeiro gemido do Calvário.
É só aparentemente que se distinguem o berço do menino Deus e a Cruz do Varão de dores; na realidade se confundem a manjedoura de Belém e o monte Calvário.
Para o menino, pela ciência completa de Sua alma e o pleno uso de Sua razão, a previsão de Seus opróbrios e ignomínias, de Seus sofrimentos e de Sua morte era já uma paixão substancial.

UMA DEFINIÇÃO DE CAVALHEIROS: ALGUÉM QUE JAMAIS INFLIGE A DOR

"...ele é sábio demais para ser dogmático ou fanático"

marito e moglie in cucina

Na prática, define-se um cavalheiro dizendo que ele é alguém que jamais inflige a dor. Esta descrição é refinada e, na medida do possível, precisa. Ele se ocupa principalmente com a simples remoção dos obstáculos que impedem a ação livre e desembaraçada daqueles à sua volta, e contribui com seus passos em vez de apenas por si tomar a iniciativa. Seus benefícios podem ser considerados como paralelos ao que chamamos confortos ou conveniências nas disposições pessoais: como uma poltrona ou um bom fogo, que fazem sua parte para dissipar o frio e o cansaço, embora mesmo sem eles a natureza forneça os meios de descanso e calor animal. Da mesma forma, o verdadeiro cavalheiro cuidadosamente evita tudo que possa causar um sobressalto ou choque nas mentes daqueles com os quais se mistura; — todo conflito de opinião ou colisão de sentimentos, toda repressão, ou suspeita, ou melancolia, ou ressentimento; sua grande preocupação é fazer todos sentirem-se à vontade e em casa. Ele observa a todos em sua companhia; é tenro com o tímido, gentil com o distante e misericordioso com o absurdo; ele é capaz de lembrar-se de com quem está falando; ele se protege das alusões inoportunas e dos temas irritantes; ele raramente se arvora na conversa e jamais é cansativo. Ele faz pouco dos favores enquanto os realiza, e parece ser ele quem os recebe quando os concede. Jamais fala de si mesmo, exceto quando exigido; jamais se defende por uma simples réplica, não dá ouvidos à calúnia ou à fofoca, é escrupuloso ao imputar motivos aos que se intrometem e tudo interpreta com a melhor das intenções.

domingo, 26 de julho de 2015

A “LOUCURA” DA CRUZ–Parte I


Verdadeiramente, nós somos loucos, mas loucos de amor por Jesus Cristo.
A obra prima da alegria é a Cruz de Jesus Cristo. Esta cruz, que aos olhos do século parece não ser mais que o símbolo da tristeza, do sofrimento e da dor, é, na realidade, o requinte da ventura;
E essa loucura de que fala o apóstolo São Paulo, a do cristão que procura assemelhar-se a Jesus Cristo e por Seu amor se torna como que louco, essa loucura é verdadeiramente o supremo arroubo da felicidade.
Sei, o século não entende assim: um Deus flagelado, ferido, ensanguentado, crucificado, morto, parece-lhe um símbolo absurdo.

sábado, 25 de julho de 2015

COMO REZAR O ROSÁRIO DA MANEIRA CERTA? SÃO LUIS DE MONTFORT EXPLICA!

É necessária a pureza da Intenção

Não é tanto a duração de uma oração, mas o fervor com a qual é rezada que agrada a DEUS Todo-Poderoso e toca seu Coração.

Mais vale uma única Ave Maria rezada com devoção e fé, que cento e cinquenta rezadas distraidamente.

A maioria dos católicos reza o Rosário, todos os quinze mistérios ou um Terço, ou ao menos, algumas dezenas. Então, porque será que tão poucos, abandonam seus pecados e progridem na vida espiritual?

Com certeza deve ser porque não rezam como se deve! É necessário pensar bem em como se deve orar, se realmente queremos agradar a DEUS e nos tornarmos santos.

Para que se reze o Rosário com fruto é necessário estar em estado de graça ou ao menos que se esteja completamente determinado a abandonar o pecado mortal.

POR QUE OS SANTOS SÃO SANTOS? PORQUE REZAM!

Conheça a importância da Oração:

São Luiz Gonzaga em oração; os Santos sabem: a Oração é a prática mais fundamental e essencial de todo cristão.

Se nos dedicarmos atentamente à leitura da vida dos Santos,

Se os observarmos com todo cuidado, acompanhando-os nas lutas que empreenderam e nos trabalhos que suportaram heroicamente, verificaremos que a oração fervorosa e contínua constitui o princípio básico da sua atividade.

Muitas vezes eles se abstinham da comida, ou bebida ou do repouso reconfortante do sono, mas nunca deixavam de rezar. As suas palavras, os seus trabalhos, as suas ocupações estavam impregnados do espírito de oração.

Mesmo quando se dedicavam o dia todo às obras de caridade, ao ensino,  à pregação ou a qualquer outra atividade obrigatória, não esqueciam jamais a oração, permanecendo grande parte da noite em contemplação e meditação.

Como é edificante a descrição da vida que levavam os anacoretas e monges do deserto! Como se dedicavam esses homens à oração!

25 de Julho dia de SÃO CRISTOVÃO

ChristopherCristóvão, antes do batismo, chamava-se Réprobo, porém, depois, se chamou Cristóvão, que é o mesmo que dizer aquele que carrega Cristo, pois ele carregou Cristo em seus ombros, transportando-o e guiando-o; em seu corpo, tornando-o esquálido; em sua mente, pela devoção; e em sua boca, confessando-o e pregando a sua mensagem. Cristóvão era de linhagem Cananéia, de estatura elevada e ereta, rosto feio e aparência assustadora. Tinha doze cúbitos de comprimento, e lemos em algumas histórias que, quando estava a serviço do rei de Canaã, vivendo junto a ele, veio-lhe à mente procurar o maior príncipe existente no mundo e a ele servir e obedecer. E foi tão longe, que encontrou o legítimo grande rei, cuja fama geralmente era de que seria o maior do mundo. E quando este rei o viu, tomou-o para o seu serviço e o fez habitar em sua corte.

VIDA DE ORAÇÃO

Vida de Oração

“Para mim, a oração é um impulso do coração, é um simples olhar lançado para o céu, é um grito de gratidão e de amor, tanto no meio da tribulação como no meio da alegria.” (Santa Terezinha do Menino Jesus)

Nosso ser anseia continuamente por Deus, por uma felicidade plena, que é inconcebível em plenitude aqui na Terra. Todo ser humano deseja esta felicidade que só se encontra e se sacia em Deus, qualquer outra forma de tentar saciar esta sede intrínseca do homem, não gera esta felicidade verdadeira, mas somente pequenos sinais de um verdadeiro gozo. E uma das formas mais importantes neste caminhar até a plenitude é a Oração.

“A humildade é a disposição necessária para receber gratuitamente o dom da oração: o homem é um mendigo de Deus.” (Santo Agostinho)

COMO CRESCE A AMIZADE ENTRE E FILHOS?

Um segredo simples para que amizade e confiança reinem no lar

father and son

O ambiente ideal para transmitir a fé aos filhos ― a melhor herança ― é um lar onde “reinam” duas virtudes fundamentais: a amizade e a confiança.
Pode e deve haver uma verdadeira amizade entre pais e filhos ― uma amizade que, sendo real, não é, evidentemente, igual à que eles têm com os seus colegas na escola. Nem os filhos esperam que isso seja assim!
Eles querem uma “camaradagem” de outro teor. Desejam um desvelo que lhes transmita segurança e confiança ― que os faça crescer e aprender sem medos nem receios.

sexta-feira, 24 de julho de 2015

Jesus Fonte de Luz: 15 ENSINAMENTOS DOS SANTOS SOBRE A AMIZADE

Jesus Fonte de Luz: 15 ENSINAMENTOS DOS SANTOS SOBRE A AMIZADE: Quem encontrou, encontrou um tesouro! Pode ser que muitos de nós sejamos ricos e ainda não nos demos conta. A Palavra de Deus já nos ensina...




Jesus Fonte de Luz: DÁDIVAS QUE SÃO DOMINGOS RECEBEU POR REZAR O SANTO...

Jesus Fonte de Luz: DÁDIVAS QUE SÃO DOMINGOS RECEBEU POR REZAR O SANTO...: São Domingos recebe o Rosário de Nossa Senhora, e deste dia em dia diante esta foi a maior arma e o maior meio de alcançar graças de todo c...


O ROSÁRIO: REPETIÇÃO OU MEDITAÇÃO?

Tivemos a oportunidade de escutar muitas vezes pessoas que dizem: "Isso de rezar o rosário é muito chato. Ter que repetir Ave Maria... Santa Maria... não sei quantas vezes, não termina nunca! Não tem sentido ficar repetindo as mesmas palavras como um papagaio". Com leves variações, quase sempre dizem o mesmo. E, claro, não é de estranhar-se que alguém queestá acostumado a entretenimentos sensacionais ou virtuais, onde a alegria e a diversão vem de imediato, não sinta interesse pelo rosário. É algo natural em nosso contexto atual. Mas em vez de tratar das desvantagens e defeitos a que tendem os entretenimentos baseados, sobretudo, no prazer, consideraremos algo que parece ser muito esquecido, ou talvez ignorado.

Se rezar o rosário nos parece algo monótono e meio pesado, é muito provável que seja porque não o estamos fazendo bem, pois senão que sentido há quando dizemos no primeiro mistério contemplamos... no segundo... e assim por diante. É por isso que rezar o rosário não consiste somente em dizer um determinado número de vezes o Pai Nosso e a Ave Maria. Temos que meditar, quer dizer, contemplar e admirar interiormente os episódios da vida de Nosso Senhor Jesus Cristo conforme o Rosário nos convida, e deste modo não só teremos gosto por rezá-lo mas também teremos encontrado um excelente meio para nossa santificação, pois a alma se assemelha àquilo que admira.

quinta-feira, 23 de julho de 2015

QUAIS SÃO AS MELHORES FONTES DE ORAÇÃO?

As 4 fontes mais eficazes para ter uma vida de oração poderosa e transformadora

Young man praying © Dream Perfection / Shutterstock

O Espírito Santo é “a água viva” que, no coração orante, “jorra para a Vida eterna” (Cf. Jô 4,14). É Ele que nos ensina a haurir essa água na própria fonte: Cristo. Ora, existem na vida cristã fontes em que Cristo nos espera para nos dessendentar com o Espírito Santo.

quarta-feira, 22 de julho de 2015

10 ENSINAMENTOS DE SÃO FELIPE NERI

Conheça 10 de muitas lições deixadas por São Felipe Neri, o santo da alegria:

1-“Então, caro amigos, quando é que começaremos a amar a Deus?”

2-“Quem quiser que lhe obedeçam muito, mande pouco”.

3-“Quanto de amor pomos nas criaturas, tanto tiramos de Deus”.

4-“Não tardes em bem obrar; porque a morte não tarda em vir”.

5-“Quem não puder dedicar longo tempo a oração deve, pelo menos, elevar muitas vezes o seu coração a Deus”.

6-“Neste mundo não há purgatório: ou é paraíso ou é um inferno. Os que suportam com paciência os sofrimentos desta vida gozam o paraíso. Quem assim não o faz, sofre o inferno”.

7-“É possível restaurar as instituições com a santidade, e não restaurar a santidade com as instituições”.

8-“Ser misericordioso com os que caíram é melhor meio para não cairmos nós mesmos!”

9- “Esta só razão devia bastar para manter alegre um fiel — saber que tem Maria Virgem junto de Deus, que pede por ele”.

10- “Longe de mim, o pecado e a tristeza!”

Fonte: Prof. Felipe Aquino

terça-feira, 21 de julho de 2015

A ALEGRIA CRISTÃ

Alegria-manhaHá umas palavras muito bonitas no livro de Neemias, que se leem com frequência na Liturgia das Horas: A alegria do Senhor será a vossa força (Ne 8, 10). Jesus nos fala dessa “alegria do Senhor”, a garante e a potencia infinitamente com a sua Ressurreição e com a graça do Espírito Santo: Hei de ver-vos outra vez [quando aparecer ressuscitado], e o vosso coração se alegrará e ninguém vos tirará a vossa alegria (Jo 16,23; cf. Jo 20,20 e Gl 5,22).

OS SACRAMENTOS NO CATECISMO DA IGREJA

SACRAMENTOS2O Catecismo da Igreja ensina o que é essencial sobre os Sacramentos, com muita clareza e autoridade, por isso vamos transcrever aqui os parágrafos mais importantes sobre o assunto. Estude-os com dedicação. É a voz da Igreja, a Esposa de Cristo.

O que são os Sacramentos?

§1131 – Os Sacramentos são sinais eficazes da graça, instituídos por Jesus Cristo e confiados à Igreja, por meio dos quais nos é dispensada a vida divina. Os ritos visíveis sob os quais os Sacramentos são celebrados significam e realizam as graças próprias de cada sacramento. Produzem fruto naqueles que os recebem com as disposições exigidas.

O DIÁRIO DE DEUS: As Fraquezas do Diabo

O DIÁRIO DE DEUS: As Fraquezas do Diabo: As armas contra Satanás: louvor, obediência e humildade O diabo não suporta o louvor e isso por algo muito simples: Lúcifer, ou "por...

segunda-feira, 20 de julho de 2015

10 CONSELHOS DE DOM BOSCO AOS PAIS

Simples. Realmente simples.

1. Valorize o seu filho. Quando respeitado e estimado, o jovem progride e amadurece.

2. Acredite no seu filho. Mesmo os jovens mais "difíceis" trazem bondade e generosidade no coração.

3. Ame e respeite o seu filho. Mostre a ele, claramente, que você está ao seu lado, olhe-o nos olhos. Nós é que pertencemos a nossos filhos, não eles a nós.

4. Elogie seu filho sempre que puder. Seja sincero: quem de nós não gosta de um elogio?

5. Compreenda seu filho. O mundo hoje é complicado, rude e competitivo. Muda todo dia. Procure entender isto.Quem sabe ele está precisando de você, esperando apenas um toque seu.

6. Alegre-se com o seu filho. Tanto quanto nós, os jovens são atraídos por um sorriso; a alegria e o bom humor atraem os meninos como mel.

7. Aproxime-se de seu filho. Viva com o seu filho. Viva no meio dele.Conheça seus amigos. Procure saber onde ele vai, com quem está. Convide-o a trazer seus amigos para a sua casa. Participe amigavelmente de sua vida.

8. Seja coerente com o seu filho. Não temos o direito de exigir de nosso filho atitudes que não temos. Quem não é sério não pode exigir seriedade. Quem não respeita, não pode exigir respeito.O nosso filho vê tudo isso muito bem, talvez porque nos conheça mais do que nós a ele.

9. Prevenir é melhor do que castigar o seu filho. Quem é feliz não sente a necessidade de fazer o que não é direito. O castigo magoa, a dor e o rancor ficam e separam você do seu filho. Pense, duas, três, sete vezes, antes de castigar. Nunca com raiva. Nunca.

10. Reze com seu filho. No princípio pode parecer “estranho”. Mas a religião precisa ser alimentada. Quem ama e respeita a Deus vai amar e respeitar o seu próximo. “Quando se trata de educação não se pode deixar de lado a religião”.

Fonte: Aleteia

sábado, 18 de julho de 2015

EXISTE O VÉU DE VERÔNICA?

veudeveronicaO Papa Bento XVI foi o primeiro Papa a visitar o Santuário do Santo Rosto de Manoppello, onde, segundo a tradição, encontra-se o véu com o qual a Verônica teria enxugado o rosto de Cristo. (Zenit.org, 31 ago 06)

É algo novo e diferente; o que terá motivado o Papa a ver o ícone de Verônica? Certamente o Papa alimenta alguma esperança de que possa ser autêntico, como o santo Sudário de Turim.

O Santuário que acolhe a relíquia, conhecida antigamente como «a mãe de todos os ícones», confiada aos Freis Menores Capuchinhos, encontra-se em um pequeno povoado dos Abruzos, nos montes Apeninos, a uns 200 quilômetros de Roma.

O Santo Rosto é um véu de 17×24 centímetros. Quando se aproxima do véu, pode-se ver a imagem de um homem que sofreu, pelos golpes da paixão, como os que sofreu Cristo.

quinta-feira, 16 de julho de 2015

A MELHOR DEFINIÇÃO DE SAUDADE…

vontade_DeusRecebemos esse belo artigo do Dr. Rogério Brandão, Médico oncologista. Vale a pena ler até o fim.

“Como médico cancerologista, já calejado com longos 29 anos de atuação profissional (…) posso afirmar que cresci e modifiquei-me com os dramas vivenciados pelos meus pacientes…

Não conhecemos nossa verdadeira dimensão até que, pegos pela adversidade, descobrimos que somos capazes de ir muito mais além…

Recordo-me com emoção do Hospital do Câncer de Pernambuco, onde dei meus primeiros passos como profissional… Comecei a frequentar a enfermaria infantil e apaixonei-me pela oncopediatria.

Vivenciei os dramas dos meus pacientes, crianças vítimas inocentes do câncer. Com o nascimento da minha primeira filha, comecei a me acovardar ao ver o sofrimento das crianças.

Até o dia em que um anjo passou por mim! Meu anjo veio na forma de uma criança já com 11 anos, calejada por dois longos anos de tratamentos diversos, manipulações, injeções e todos os desconfortos trazidos pelos programas de químicos e radioterapias.

quarta-feira, 15 de julho de 2015

“ A ORAÇÃO É ABSOLUTAMENTE NECESSÁRIA PARA A SALVAÇÃO”

Santo Afonso de Ligório

Nas Sagradas Escrituras, são muito claros os textos que nos mostram a necessidade de rezar, se quisermos alcançar a salvação.

“É preciso rezar sempre e nunca descuidar” (Lc 18,1). “Vigiai e orai para não cairdes em tentação” (Mt 25.41). “Pedi e ser-vos-á dado” (MT 7,7).

Segundo a doutrina comum dos teólogos, as referidas palavras: “É preciso rezar, orar e pedir”, significam e impõem um preceito e uma obrigação, um mandamento formal.

Vicleff afirmava que todos esses textos não se referiam à oração, mas tão somente às boas obras, assim, rezar no seu modo de ver, nada mais é do que agir corretamente e praticar o bem.

sábado, 11 de julho de 2015

7 HÁBITOS DAS PESSOAS QUE CONFIAM RADICALMENTE EM DEUS

Conheça o que elas têm em comum

Já li muitas biografias e memórias sobre pessoas inspiradoras que depositaram sua confiança radicalmente em Deus. Quando me falo de ser “radical”, não quero dizer de maneira alguma “imprudente”; refiro-me à dificuldade, muito contracorrente na atualidade, de reconhecer Deus absolutamente sobre todas as áreas da nossa vida.
Achei fascinantes os pontos em comum nas vidas de pessoas incríveis, que se entregaram com absoluta confiança ao Senhor, e decidi compartilhar isso com vocês, para que sirvam de inspiração a outros.

1. Aceitaram o sofrimento
Um dos exemplos mais poderosos que li foi a história do Irmão Yun, no livro “The Heavenly Man”. Ele foi perseguido na China por ser pregador, foi torturado durante semanas, incluindo choques elétricos, fome, golpes, agulhas debaixo das unhas; foi também colocado em uma caixa de cerca de um metro quadrado, onde ficaria indefinidamente.

quarta-feira, 8 de julho de 2015

SÓ POR DEUS PODEMOS NOS LIVRAR DOS NOSSOS MALES…

“Se é pelo amor de Deus que a alma procura os meios de livrar-se de seus males…

Os procurará decerto com paciência e doçura, com humildade e tranquilidade, esperando este favor muito mais da amabilíssima providência de Deus do que de sua indústria, meios
e trabalhos. 

Ao contrário, se é o amor-próprio que leva a procurar alívio, ele se revelará uma grande inquietação e desassossego, como se este bem dependesse mais dele do que de Deus.

Não digo que o amor-próprio pense assim; mas age como se
pensasse assim”.

Fonte: retirado da “Filoteia” de São Francisco de Sales.

Fonte: Associação Apostolado do Sagrado Coração de Jesus

terça-feira, 7 de julho de 2015

FÓRMULA DE ORAÇÃO DO CERCO DE JERICÓ PARA LEIGOS

* Extraída do livro do Padre Rogério Canciam

A fórmula simplificada da oração do Cerco de Jericó poderá ser proferida por qualquer pessoa, em casa ou diante do Santíssimo Sacramento, e deverá ser realizada durante sete dias seguidos.

1.  Inicie a oração do Cerco de Jericó professando a fé cristã:

Creio em Deus Pai Todo-Poderoso,
Criador do céu e da terra,
creio em Jesus Cristo Nosso Senhor,
que foi concebido pelo poder do Espírito Santo,
nasceu da Virgem Maria,
padeceu sob Pôncio Pilatos,
foi crucificado, morto e sepultado,
desceu à mansão dos mortos,
ressuscitou ao terceiro dia,
subiu aos céus,
está sentado à direita de Deus Pai,
de onde há de vir a julgar os vivos e os mortos.
Creio no Espírito Santo,
na Santa Igreja Católica,
na comunhão dos Santos,
na remissão dos pecados,
na ressurreição da carne,
na vida eterna.

CONSAGRAÇÃO AO ESPÍRITO SANTO

Espírito Santo, vínculo divino que unis o Filho ao Pai num inefável e estreitíssimo laço de amor! Espírito de luz e de verdade, dignai-Vos derramar toda a plenitude de vossos dons sobre minha pobre alma, que solenemente Vos consagro para sempre, a fim de que sejais seu preceptor, seu diretor e seu mestre.

Peço-Vos humildemente fidelidade a todos os vossos desejos e inspirações, e entrega completa e amorosa a vossa divina ação.

Ó Espírito Criador! Vinde, vinde operar minha renovação pela qual ardentemente suspiro; renovação e transformação tal queseja como uma nova criação, toda de graça, de pureza e de amor, com a qual inicie deveras a vida inteiramente espiritual, celestial, angélica e divina que pede minha vocação cristã.

Espírito de santidade, concedei à minha alma o contato de vossa pureza, e ficará mais branca do que a neve! Fonte sagrada de inocência, de candura e de virgindade, dai-me a beber de vossa água divina, apagai a sede de pureza que me abrasa, batizando-me com aquele batismo de fogo cujo divino batistério é vossa divindade, sois Vós mesmo! Envolvei todo o meu ser com vossas chamas puríssimas. Destruí, devorai, consumi nos ardores do puro amor tudo quanto haja em mim que seja imperfeito, terreno e humano; quanto não seja digno de Vós.

domingo, 5 de julho de 2015

QUAIS SÃO OS FRUTOS DO ESPÍRITO SANTO?

O Espírito Santo age de muitas maneiras para a própria estrutura da Igreja e também em nossa vida particular.

Neste vídeo, o Prof. Felipe Aquino fala dos frutos do Espírito Santo.

Fonte: Editora Cléofas

OS MILAGRES EUCARÍSTICOS MAIS CONHECIDOS

lanciano-s.francesco-miracolo eucaristico-15.8.6 - 231 – Lanciano – Itália – aprox. ano 700

Este milagre aconteceu no Mosteiro de S. Legoziano, dos monges de S. Basílio. Foi submetido à análise científica dos Drs. Odoardo Linoli, Chefe de Serviço dos Hospitais Reunidos de Aresto e livre docente de anatomia e histologia patológica e de química e microscopia clínica; Dr. Ruggero Bertelli, prof. Emérito de anatomia humana normal na universidade de Sena. Resultados: Relatório de 4 de março de 1971:

a – A carne é verdadeira carne.

b – O sangue é verdadeiro sangue.

c- A carne é do tecido muscular do coração (miocárdio, endocárdio, nervo vago).

d – A carne e o sangue são do mesmo tipo AB e pertencem à espécie humana. Obs: é o mesmo tipo de sangue encontrado no Sudário de Turim.

e – Trata-se de carne e sangue de uma pessoa viva, pois que esse sangue é o mesmo que tivesse sido retirado, naquele mesmo dia de um ser vivo.

f – No sangue foram encontrados, além das proteínas normais, os seguintes minerais: cloretos, fósforos, magnésio, potássio, sódio  e cálcio.

g – A conservação da Carne e do Sangue, deixados em estado natural por 12 séculos e expostos à ação de agentes atmosféricos e biológicos, permanece um fenômeno extraordinário.

LIMITES: EDUCAMOS OU CENSURAMOS NOSSOS FILHOS?

O olhar dos pais é o grande ansiolítico que as farmácias não vendem

A Rádio Maria entrevistou o Dr. Enrique Orchansky, pediatra, doutor em Medicina e Cirurgia e docente da cátedra de Clínica Pediátrica da Universidade Nacional de Córdoba. Dessa vez, o médico falou sobre os limites e sobre quando e como colocá-los.
Segundo o Dr. Enrique, o que os pais mais perguntam ao pediatra é como começar a colocar limites. Atualmente, as crianças estão desafiando hierarquias e a relação pais-filhos se tornou mais horizontal.
"As crianças estão desafiando hierarquias porque os pais deixaram sua autoridade de lado. Os filhos falam com eles como com um amigo, com desafios e às vezes insolência", comentou o pediatra.

sábado, 4 de julho de 2015

3 REGRAS FUNDAMENTAIS PARA OS LEITORES DA MISSA

O que todo católico precisa saber

Pergunta do leitor
"Eu gostaria de saber se há indicações precisas do magistério ou da tradição que expliquem como um leitor deve se comportar durante a missa. As leituras do dia e os salmos não devem ser lidos, mas anunciados. Poderiam fazer um pequeno elenco dos erros mais comuns? Por exemplo, às vezes ouço "É Palavra do Senhor", ao invés de "Palavra do Senhor". Também há quem coloque muita ênfase em ler, às vezes mudando fortemente o tom de voz nos diálogos diretos... Há quem levante o olhar aos bancos e quem, ao contrário, mantém os olhos fixos no texto... Obrigado."

A SANTA MISSA É UM MEIO SEGURO PARA OBTER AS MISERICÓRDIAS DIVINAS

Ipse (Iesus) est propitiatio pro peccatis nostris– “Ele (Jesus) é a propiciação pelos nossos pecados” (I Io. 2, 2).

Sumário. A Santa missa é por excelência a oração propiciatória e a reparadora; é ela que continuamente atrai sobre nós as divinas misericórdias e impede a divina justiça de tomar as vinganças merecidas pelos nossos pecados. Eis porque, depois da vinda de Jesus Cristo, não se vêem mais aqueles castigos tão freqüentes e tão formidáveis que se observam na antiga Lei. Tomai, pois, a resolução de assistir cada dia e com a devida atenção ao santo sacrifício, mesmo à custa de algum incômodo ou de algum interesse temporal.

sexta-feira, 3 de julho de 2015

SÃO FRANCISCO DE ASSIS FOI UMA ALMA DE ORAÇÃO E CONTEMPLAÇÃO…–Parte III

Conheça os frutos das Orações de São Francisco:  - Parte III

A Oração, tanto aproxima os homens de Deus, era fonte de verdadeira alegria para São Francisco.

Continuação do post: São Francisco foi uma alma de Oração e Contemplação… - Parte II

Considerava-se insignificante e queria ser considerado assim.

O seu contínuo recolhimento conferia-lhe uma plácida alegria. A sua fisionomia irradiava habitualmente uma tranquila felicidade.

CHAMA DE VIGILÂNCIA E ORAÇÃO

Na escuridão da noite, a chama da lamparina do Santíssimo bruxuleia vigilante como se esforçando por manter seu fulgor em meio às trevas que a rodeiam.

Cortejo, cânticos, incenso... Termina uma cerimônia litúrgica. Os fiéis se retiram pervadidos de seriedade e alegria, como inebriados pelas graças que acabam de receber. Aos poucos o recinto sagrado se esvazia, as luzes se apagam e os homens cedem lugar aos Anjos. Agora, não mais as vozes, mas o silêncio fala. Em profunda solidão permanece ali, feito Hóstia, aquele mesmo Jesus que ensinava as multidões e curava os doentes, a quem obedeciam os ventos e astempestades e cujo Coração não é senão uma fornalha ardente de caridade. Em sua companhia, apenas uma tênue luz permanece vigilante, numa espécie de oração contínua junto ao sacrário: a lamparina do Santíssimo Sacramento.

Na escuridão da noite, sua discreta e elegante chama bruxuleia em contínua vigilância, como se esforçando por manter seu fulgor em meio às trevas que a rodeiam. Às vezes, estala uma labareda, iluminando por um instante todo o ambiente; mais tarde, seu brilho diminui de tal maneira que parece estar a ponto de extinguir-se... Não obstante este aparente desfalecimento, ela volta a flamejar com uma intensidade ainda maior!

Este belo e simbólico objeto, que tantas vezes passa despercebido aos nossos olhos ao entrarmos numa igreja, representa bem as flutuações de nossa vida espiritual. Quando batizados, passamos a ser portadores da luz da graça santificante, que vem acompanhada das virtudes e dos dons.

Nas consolações, uma labareda de entusiasmo resplandece em nossa alma e ela parece tocar os Céus. Entretanto, este estado de espírito não costuma ser o habitual. Pelo contrário, com frequência vemo-nos imersos em tentações que nos convidam ao pecado. No meio delas, julgamos que o fogo se extinguirá, ou nos assustamos ao ver as figuras sombrias geradas pelo seu fraco bruxulear. Cabe-nos, então, fazer todo o esforço possível para manter a chama acesa, à espera do momento em que volte a cintilar com intenso fulgor.

quinta-feira, 2 de julho de 2015

SÃO FRANCISCO DE ASSIS FOI UMA ALMA DE ORAÇÃO E CONTEMPLAÇÃO…–Parte II

Conheça os frutos das Orações de São Francisco - Parte II

A Oração de São Francisco produziu frutos magníficos...

Continuação do post: São Francisco foi uma alma de Oração e Contemplação… -Parte I

A oração contínua do nosso Santo produziu frutos abundantes e preciosos.

Ela acendera e mantinha sem cessar a imensa fogueira que lhe devorava o coração. “No fogo, o amor me lançou”, cantava Francisco.

NOSSA SENHORA RESGATA OS SEUS FILHOS…

 

Um missionário Lazarista, falecido na Itália em fins do século passado (XIX)…

Pregava retiro a umas jovens de Constantinopla precisamente nos dias em que a cólera invadia a infeliz cidade.

Na manhã do terceiro dia, bem cedo, viu o missionário chegar uma das jovens retirantes, que lhe disse: – Padre, desejo confessar-me e fazer uma boa comunhão esta manhã. Depois da missa lhe direi o motivo.

Comungou com singulares mostras de fervor. Depois da ação de graças veio dizer-me:

- Padre, esta noite, passei-a acordada e tive a sensação de que chegara para mim o momento da morte e minha alma, separada do corpo, era levada por meu anjo da guarda ao tribunal do soberano Juiz.

Já não era o Salvador tão bom e misericordioso, de que tantas vezes nos falam os padres, mas um juiz inexorável. Iam chegando todas as partes do mundo inúmeras almas; muitas iam para o inferno, bastantes para o purgatório, muitas poucas diretas para o céu.

Perturbada e atemorizada, levantei os olhos e – ó felicidade! – minha boa Mãe, a Imaculada, ali estava a olhar para mim com uma doçura infinita. Animada com esta vista, do fundo do meu coração saiu o grito que repetia muitas vezes na terra: ”Boa Mãe, Mãe do Perpétuo Socorro, socorrei-me, salvai-me!”

Estava eu aos pés do tribunal de Deus e a minha sorte eterna ia decidir-se num instante. De repente, uma voz melodiosa, como nenhuma outra da terra, se fez ouvir: – Meu Filho, esta é minha filha.

Então Nosso Senhor, voltando-se para sua gloriosa Mãe, disse-lhe com inefável carinho, que não se pode exprimir em linguagem humana: – Pois é vossa: julgai-a Vós.

E por todo juízo a Rainha dos Santos abriu-me os braços e eu me refugiei neles. Era feliz por toda a eternidade!…

Calou-se a jovem. Seu rosto brilhava como se ainda estivesse vendo aquela visão celeste.

O missionário, mais impressionado do que deixava perceber, pregou naquela manhã sobre a necessidade da preparação para a morte.

Apenas havia terminado, vieram chamá-lo com toda a urgência; uma das jovens que assistiam ao retiro acabava de cair de cama vítima da cólera. Naquele corpinho, que se retorcia com a violência da doença, reconheceu ele a jovem da visão.

- Padre, eu bem lhe dizia, Deus me chama!

E duas horas depois, com um sorriso celestial nos lábios, sua alma voava para a glória, repetindo pela última vez sua jaculatória favorita:

- Minha Mãe, Mãe do Perpétuo Socorro, socorrei-me! salvai-me!

 

Retirado de: Tesouro de Exemplos – Pe. Francisco Alves.

Fonte: Blog O Segredo do Rosário.

Fonte: Associação Apostolado do Sagrado Coração de Jesus

A EUCARISTIA MILAGROSA MOSTROU NOSSO SENHOR!

No ano de 1254, um sacerdote que vinha distribuir a Comunhão pascal na Igreja de Santo Amato, em Douai, na região de Flandres, Bélgica, encontrou uma Hóstia no chão.

Comovido, prostrou-se para recolhê-la quando ela mesma se elevou e foi pousar sobre
o purificatório.

O sacerdote chamou imediatamente os cônegos: eles vieram e viram, maravilhados, não mais a Hóstia, mas o sagrado Corpo de Jesus Cristo, sob a forma de um menino de beleza celeste.

O povo foi também convocado; todos indistintamente foram testemunhas do mesmo prodígio:

quarta-feira, 1 de julho de 2015

SÃO FRANCISCO FOI UMA ALMA DE ORAÇÃO E CONTEMPLAÇÃO… - Parte I

Conheça os frutos das Orações de São Francisco

 

São Francisco de Assis era capaz de uma contemplação e oração tão profundas, que parecia ter sido retirado do mundo e transportado ao Céu...

Como todos os Santos, Francisco foi uma alma de oração; subiu os mais altos degraus da contemplação passiva.

Quando ainda se deixava ofuscar pelas vaidades mundanas, duas graças de oração desceram sobre ele, uma depois da outra; essas graças fizeram-lhe compreender o nada das criaturas e inebriaram-no com uma doçura celeste; formaram nele um homem novo.

DESEJO À VOCÊ!

Que… “Chuvas de Bênçãos sejam derramadas abundantemente sobre ti e tua Casa“… Que… a Unção de DEUS seja como um bálsamo a envolver tua vida e te Ungir Completamente pela Glória de DEUS“… Que… “DEUS faça prosperar tudo aquilo que vier até tuas mãos, e que de uma semente cresçam milhares de árvores Frutíferas“… Que… “Todas as Promessas de DEUS sejam uma Coroa de Vitória e Vida para você como Prova da Fidelidade do teu DEUS, acerca de tudo o que Ele Fala e Cumpre“… Que… “Rios de águas Vivas corram dentro de tí, purificando, e levando tudo aquilo o que não é de DEUS“. Que…“A Glória de DEUS repouse sobre sua vida…Amém ...