MENU

AVE MARIA

Ave-Maria, cheia de graça! O Senhor é convosco Bendita sois vós entre as mulheres e Bendito é o Fruto do vosso ventre, Jesus Santa Maria Mãe de Deus, rogai por nós os pecadores, agora e na hora de nossa morte. Amém

Menu Deslizante

Páginas

OLÁ!

http://img1.picmix.com/output/pic/original/1/8/8/9/3899881_962d3.gif


quinta-feira, 30 de abril de 2015

OS ANJOS NA DOUTRINA DA IGREJA

Recorrer aos anjos está ficando cada vez mais na moda. Mas o que sabe a grande maioria das pessoas a respeito dessas criaturas espirituais e imortais?

Guy de Ridder

Após uma época de ceticismo e materialismo triunfante, durante a maior parte dos séculos XIX e XX, o Ocidente voltou a demonstrar uma definida apetência pelo mundo dos espíritos. Se até duas ou três décadas atrás, falar de anjos era considerado por muita gente como sinal de imaturidade ou de falta de cultura, hoje em dia tornou-se moda. Abundam os filmes e livros retratando seres extraordinários, poderosos, dotados de qualidades sobrenaturais, seres super-humanos ante os quais o comum dos mortais é impotente. Não será isso um sintoma de interesse pelo mundo angélico? Ao lado da fantasia e do mito, obras esotéricas de grande divulgação apresentam uma visão distorcida desses seres espirituais, e a ignorância religiosa só fez aumentar os equívocos nesta matéria. Se quisermos saber a realidade sobre os anjos, onde achar a verdade no meio de tanta desinformação?

As Sagradas Escrituras

Muito antes das definições teológicas dos últimos séculos, o ensinamento sobre os anjos encontra-se fundamentado na autoridade das Sagradas Escrituras e dos Padres da Igreja. Tanto no Antigo quanto no Novo Testamento, numerosas passagens nos mostram os anjos em ação, na tarefa de proteger e guiar os homens, e servindo de mensageiros de Deus. O versículo 11 do Salmo 90 menciona claramente os Anjos da Guarda: "Deus confiou a seus anjos que te guardem em todos os teus caminhos". Se nalgumas ocasiões os anjos da mais alta hierarquia celeste são os encarregados de missões na terra - casos de São Gabriel e São Rafael - em muitas outras trata-se por certo de uma atuação do anjo guardião da pessoa concernida, mesmo se a Bíblia não o mencione especificamente. Tem-se essa impressão na leitura do profeta Daniel, salvo de ser devorado no cárcere por feras famintas, pois ele declara ao rei Dario: "Meu Deus enviou o seu anjo, que fechou a boca dos leões, os quais não me fizeram malalgum" (Dn 6, 22). Do mesmo modo, nos Atos dos Apóstolos, quando vemos São Pedro ser libertado da prisão por um anjo (cf. At 12, 1-11). Nosso Senhor faz uma referência muito clara aos Anjos da Guarda, quando diz: "Vede, não desprezeis um só desses pequeninos; pois vos declaro que os seus anjos nos Céus veem incessantemente a face de meu Pai, que está nos Céus" (Mt 18,10). São Paulo, na Epístola aos Hebreus, ensina que todos os anjos são espíritos a serviço de Deus, o qual lhes confia missões em favor dos herdeiros da salvação eterna (cf. Hb 1,14).

O VERDADEIRO CAMINHO DE LOURDES: confiar, confiar, confiar na resignação ou na certeza do milagre que virá

Peregrinação de doentes a Lourdes organizada pela Ordem de Malta.

Peregrinação de doentes a Lourdes organizada pela Ordem de Malta.Deus conduz as pessoas a Lourdes pelas vias mais diversas.
Pode ser que Ele queira um ato de confiança por parte do doente ou do necessitado de uma graça especial.
Então, é como se Ele lhe falasse no fundo da alma: “Eu de você quero que apesar de você esteja incurável, eu quero que você confie em que eu vou te curar.
“E você espere que apareça um dinheiro que você não tem para fazer a Lourdes uma viagem para a qual você não tem quem o leve, e que ali você se cure”.
Então, o doente deve confiar em que ele sarará em Lourdes.
E esse ato de confiança para ele é tão virtuoso quanto para outro pode ser confiar em que ainda que for não sarará, mas vai ir com a confiança inabalada em Nossa Senhora.
E nisso não há contradição, porque Deus quer das várias almas que Ele cria frutos de bom odor, mas odores diferentes.

EVANGELHO DO DIA 30/04/2015

Quinta-feira, 30 de Abril de 2015.

Santo do dia: São Pio V, Papa; Santa Maria da Encarnação, religiosa
Cor litúrgica: branco

Evangelho de hoje: São João 13, 16-20

Primeira leitura: Atos dos Apóstolos 13, 13-25
Leitura dos Atos dos Apóstolos:

13Paulo e seus companheiros embarcaram em Pafos e chegaram a Perge da Panfília. João deixou-os e voltou para Jerusalém. 14Eles, porém, partindo de Perge, chegaram a Antioquia da Pisídia. E, entrando na sinagoga em dia de sábado, sentaram-se. 15Depois da leitura da Lei e dos Profetas, os chefes da sinagoga mandaram dizer-lhes: “Irmãos, se vós tendes alguma palavra para encorajar o povo, podeis falar”. 16Paulo levantou-se, fez um sinal com a mão e disse: “Israelitas e vós que temeis a Deus, escutai! 17O Deus deste povo de Israel escolheu os nossos antepassados e fez deles um grande povo quando moravam como estrangeiros no Egito; e de lá os tirou com braço poderoso. 18E, durante mais ou menos quarenta anos, cercou-o de cuidados no deserto. 19Destruiu sete nações na terra de Canaã e passou para eles a posse do seu território, 20por quatrocentos e cinquenta anos aproximadamente. Depois disso, concedeu-lhes juízes, até o profeta Samuel. 21Em seguida, eles pediram um rei e Deus concedeu-lhes Saul, filho de Cis, da tribo de Benjamim, que reinou durante quarenta anos. 22Em seguida, Deus fez surgir Davi como rei e assim testemunhou a seu respeito: ‘Encontrei Davi, filho de Jessé, homem segundo o meu coração, que vai fazer em tudo a minha vontade’. 23Conforme prometera, da descendência de Davi Deus fez surgir para Israel um Salvador, que é Jesus. 24Antes que ele chegasse, João pregou um batismo de conversão para todo o povo de Israel. 25Estando para terminar sua missão, João declarou: ‘Eu não sou aquele que pensais que eu seja! Mas vede: depois de mim vem aquele do qual nem mereço desamarrar as sandálias’”.

- Palavra do Senhor
- Graças a Deus

Salmo 88 (89)

— Senhor, eu cantarei eternamente o vosso amor, de geração em geração eu cantarei vossa verdade! Porque dissestes: “O amor é garantido para sempre!” E a vossa lealdade é tão firme quanto os céus.

R: Ó Senhor, eu cantarei eternamente o vosso amor

— Encontrei e escolhi a Davi, meu servidor, e o ungi, para ser rei, com meu óleo consagrado. Estará sempre com ele minha mão onipotente, e meu braço poderoso há de ser a sua força.

R: Ó Senhor, eu cantarei eternamente o vosso amor

— Não será surpreendido pela força do inimigo, nem o filho da maldade poderá prejudicá-lo. Diante dele esmagarei seus inimigos e agressores, ferirei e abaterei todos aqueles que o odeiam.

R: Ó Senhor, eu cantarei eternamente o vosso amor

— Minha verdade e meu amor estarão sempre com ele, sua força e seu poder por meu nome crescerão. Ele, então, me invocará: ‘Ó Senhor, vós sois meu Pai, sois meu Deus, sois meu Rochedo onde encontro a salvação!’

R: Ó Senhor, eu cantarei eternamente o vosso amor

Evangelho de Jesus Cristo segundo São João 13, 16-20

- Aleluia, Aleluia, Aleluia!
- Jesus Cristo, a fiel testemunha, primogênito dos mortos, nos amou e do pecado nos lavou em seu sangue derramado (Ap 1, 5)

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São João:

Depois de lavar os pés dos discípulos, Jesus lhes disse: 16“Em verdade, em verdade vos digo: o servo não está acima do seu senhor e o mensageiro não é maior que aquele que o enviou. 17Se sabeis isto, e o puserdes em prática, sereis felizes. 18Eu não falo de vós todos. Eu conheço aqueles que escolhi, mas é preciso que se realize o que está na Escritura: ‘Aquele que come o meu pão levantou contra mim o calcanhar’. 19Desde agora vos digo isto, antes de acontecer, a fim de que, quando acontecer, creiais que eu sou. 20Em verdade, em verdade vos digo, quem recebe aquele que eu enviar, me recebe a mim; e quem me recebe, recebe aquele que me enviou”.
— Palavra da Salvação
— Glória a vós, Senhor


Copyright© Arautos do Evangelho 2011. Todos os direitos reservados.
Divulgação autorizada, citando a fonte.

quarta-feira, 29 de abril de 2015

APARIÇÃO DE JESUS RESSUCITADO A SUA MÃE MARIA SANTÍSSIMA

Secundum multitudinem dolorum meorum in corde meo, consolationes tuae laetificaverunt animam meam — «Segundo as muitas dores que provou o meu coração, as tuas consolações alegraram a minha alma» (Sl 93, 19).
Sumário. Era de justiça que Maria Santíssima, que mais do que qualquer outro tomou parte na Paixão de Jesus Cristo, fosse também a primeira a gozar da alegria de sua Ressurreição. Imaginemos vê-lA no momento em que Lhe aparece o divino Redentor glorificado, acompanhado de grande multidão de Santos, entre os quais se achavam São José, São Joaquim e Santa Ana. Oh! que ternos abraços!, que doces colóquios! Alegremo-nos com nossa querida Mãe e digamos-lhe: Regina coeli, laetare, allelluia — «Rainha dos céus, alegrai-vos, aleluia!».


I. Entre as muitas coisas que Jesus Cristo fez, e os Evangelistas passaram em silêncio, deve, com certeza, ser contada a sua aparição a Maria Santíssima logo em seguida à sua Ressurreição. Nem necessidade havia de referi-la, porquanto é evidente que o Senhor, que mandou honrar os pais, foi o primeiro a dar o exemplo, honrando Sua Mãe com Sua presença visível. Demais, era de inteira justiça que o divino Redentor glorificado fosse, antes de mais ninguém, visitar à Santíssima Virgem; a fim de que, antes dos outros e mais do que estes, participasse da alegria da Ressurreição quem mais do que os outros participara da Paixão.

IMIANDO AS VIRTUDES DE MARIA

consagra-te

 

Profunda humildade: Maria sabia reconhecer-se como humilde serva, sentia-se nada diante do Senhor, sem vaidade nenhuma oferecia ao Senhor os louvores que recebia e não havia nada em seu coração que centrasse nela própria. Ela era simples, todos seus atos eram feitos no silêncio e no escondimento. A humildade de Maria é a principal virtude que esmaga a cabeça do demônio. Nossa Senhora nunca se esqueceu que tudo nela era dom de Deus. Ela se alegrava em servir ao próximo e se colocava sempre em último lugar.

Imitando essa virtude: Devemos buscar a humildade, pensando sempre que se temos qualidades e potenciais tudo devemos a Deus, tudo isso é dom de Deus. Compreendamos que o homem sem Deus não é nada e nada possui. Nunca se deixar levar pelo orgulho, pela vaidade e soberba. Ser modestos, comedidos, sem vaidade, sempre dispostos a servir aos outros, ter simplicidade na maneira de se apresentar e quando receber um elogio dar os créditos a Deus. A humildade se opõe a soberba. “Porque pôs os olhos na humildade da sua Serva…” (Luc. 1,48) “Derrubou os poderosos de seus tronos E exaltou os humildes.” (Luc. 1,52).

NOSSA SENHORA DE GUADALUPE, UMA GRANDE ALIADA DOS EXORCISTAS

Após sua invocação durante um exorcismo, o demônio respondeu violentamente

"Nossa Senhora de Guadalupe causa muito dano ao demônio", foi o que afirmou o Padre Sante Babolin, sacerdote exorcista da Diocese de Pádua (Itália), que participou na semana passada de um seminário para sacerdotes exorcistas realizado pela Pontifícia Universidade do  México na capital do país latino-americano. O Padre Babolin, que foi entrevistado pelo Semanário Católico 'Desde la Fé', contou como Nossa Senhora de Guadalupe "é uma arma contra o demônio".
Tal como narra o semanário mexicano, o sacerdote atendia em sua Diocese o caso de um jovem com uma possessão demoníaca. Ao iniciar o ritual do exorcismo o Padre Babolin sentiu a necessidade de invocar Nossa Senhora de Guadalupe, por quem tem grande devoção: "Nossa Senhora de Guadalupe, Rainha de Tepeyac, libertai-o", disse então o exorcista. Diante disso o demônio lhe respondeu de maneira violenta: "Antes dEla, tudo isto era meu lá", referindo-se ao México. Nesse momento, pensando em Tonanzin, deusa terra da antiga mitologia mexicana, o exorcista fez outra invocação: "Nossa Senhora de Guadalupe, tu que destruístes o império de Tonanzin (...)", ao que de imediato respondeu fortemente o demônio: "Coatlicue", que significa na tal mitologia, serpente.

CONSOLADORA DOS AFLITOS

Maria Consoladora dos Aflitos - Igreja de São Paulo - Dublin.jpg

Consolar não é apenas enxugar o pranto de quem chora; é muito mais do que isso. É dar força, dar ânimo, e dar decisão. Nossa Senhora é a consoladora dos aflitos. O homem que fica aflito, facilmente se acabrunha exageradamente, perdendo a coragem e se entregando. Nossa Senhora o consola dizendo: “Meu filho, ânimo! Eu te concedo forças para lutar”

Plinio Corrêa de Oliveira
Revista Arautos do Evangelho, Fevereiro/2014, n. 146, pp. 52

EVANGELHO DO DIA 29/04/2015

Quarta-feira, 29 de Abril de 2015.

Santo do dia: Santa Catarina de Sena, virgem e doutora da Igreja
Cor litúrgica: branco

Evangelho de hoje: São João 12, 44-50

Primeira leitura: Atos dos Apóstolos 12, 24-13, 5
Leitura dos Atos dos Apóstolos:

Naqueles dias, 24a palavra do Senhor crescia e se espalhava cada vez mais. 25Barnabé e Saulo, tendo concluído seu ministério, voltaram de Jerusalém, trazendo consigo João, chamado Marcos. 13,1Na Igreja de Antioquia, havia profetas e doutores. Eram eles: Barnabé, Simeão, chamado o Negro, Lúcio de Cirene, Manaém, que fora criado junto com Herodes, e Saulo. 2Um dia, enquanto celebravam a liturgia, em honra do Senhor, e jejuavam, o Espírito Santo disse: “Separai para mim Barnabé e Saulo, a fim de fazerem o trabalho para o qual eu os chamei”. 3Então eles jejuaram e rezaram, impuseram as mãos sobre Barnabé e Saulo, e deixaram-nos partir. 4Enviados pelo Espírito Santo, Barnabé e Saulo desceram a Selêucia e daí navegaram para Chipre. 5aQuando chegaram a Salamina, começaram a anunciar a Palavra de Deus nas Sinagogas dos judeus. Eles tinham João como ajudante.
- Palavra do Senhor
- Graças a Deus

Salmo 66 (67)

— Que Deus nos dê a sua graça e sua bênção, e sua face resplandeça sobre nós! Que na terra se conheça o seu caminho e a sua salvação por entre os povos.
R: Que as nações vos glorifiquem ó Senhor, que todas as nações vos glorifiquem.

— Exulte de alegria a terra inteira, pois julgais o universo com justiça; os povos governais com retidão, e guiais, em toda a terra, as nações.

R: Que as nações vos glorifiquem ó Senhor, que todas as nações vos glorifiquem.

— Que as nações vos glorifiquem, ó Senhor, que todas as nações vos glorifiquem! Que o Senhor e nosso Deus nos abençoe, e o respeitem os confins de toda a terra!

R: Que as nações vos glorifiquem ó Senhor, que todas as nações vos glorifiquem.

Evangelho de Jesus Cristo segundo São João 12, 44-50

- Aleluia, Aleluia, Aleluia!
- Eu sou a luz do mundo; aquele que me segue não caminha entre as trevas, mas terá a luz da vida (Jo 8, 12)

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São João:

Naquele tempo, 44Jesus exclamou em alta voz: “Quem crê em mim não é em mim que crê, mas naquele que me enviou. 45Quem me vê, vê aquele que me enviou. 46Eu vim ao mundo como luz, para que todo aquele que crê em mim não permaneça nas trevas. 47Se alguém ouvir as minhas palavras e não as observar, eu não o julgo, porque eu não vim para julgar o mundo, mas para salvá-lo. 48Quem me rejeita e não aceita as minhas palavras já tem o seu juiz: a palavra que eu falei o julgará no último dia. 49Porque eu não falei por mim mesmo, mas o Pai, que me enviou, ele é quem me ordenou o que eu devia dizer e falar. 50Eu sei que o seu mandamento é vida eterna. Portanto, o que eu digo, eu o digo conforme o Pai me falou”.

— Palavra da Salvação
— Glória a vós, Senhor


Copyright© Arautos do Evangelho 2011. Todos os direitos reservados.
Divulgação autorizada, citando a fonte.

terça-feira, 28 de abril de 2015

GRATIDÃO

Hoje elevo a Deus minha oração de gratidão.

Cristo é meu alimento e minha Vida.

Cada célula de meu corpo é mantida pelo Amor de Deus que me nutre.

Meu caminho é o Amor Divino e vivo na Luz! Amém!

Fonte: Ave Luz

EVANGELHO DO DIA 28/04/2015

Terça-feira, 28 de Abril de 2015.

Santo do dia: São Luís Maria Grignion de Montfort, presbítero; São Pedro Chanel, presbítero e mártir
Cor litúrgica: branco

Evangelho de hoje: São João 10, 22-30

Primeira leitura: Atos dos Apóstolos 11, 19-26
Leitura dos Atos dos Apóstolos:

Naqueles dias, 19aqueles que se haviam espalhado por causa da perseguição que se seguiu à morte de Estêvão chegaram à Fenícia, à ilha de Chipre e à cidade de Antioquia, embora não pregassem a Palavra a ninguém que não fosse judeu. 20Contudo, alguns deles, habitantes de Chipre e da cidade de Cirene, chegaram a Antioquia e começaram a pregar também aos gregos, anunciando-lhes a Boa Nova do Senhor Jesus. 21E a mão do Senhor estava com eles. Muitas pessoas acreditaram no Evangelho e se converteram ao Senhor. 22A notícia chegou aos ouvidos da Igreja que estava em Jerusalém. Então enviaram Barnabé até Antioquia.23Quando Barnabé chegou e viu a graça que Deus havia concedido, ficou muito alegre e exortou a todos para que permanecessem fiéis ao Senhor, com firmeza de coração. 24É que ele era um homem bom, cheio de Espírito Santo e de fé. E uma grande multidão aderiu ao Senhor. 25Então Barnabé partiu para Tarso, à procura de Saulo. 26Tendo encontrado Saulo, levou-o a Antioquia. Passaram um ano inteiro trabalhando juntos naquela Igreja, e instruíram uma numerosa multidão. Em Antioquia os discípulos foram, pela primeira vez, chamados com o nome de cristãos.
- Palavra do Senhor
- Graças a Deus

Salmo 86 (87)

— O Senhor ama a cidade que fundou no Monte santo; ama as portas de Sião mais que as casas de Jacó. Dizem coisas gloriosas da Cidade do Senhor.

R: Cantai louvores ao Senhor, todas as gentes.

— Lembro o Egito e Babilônia entre os meus veneradores. Na Filisteia ou em Tiro ou no país da Etiópia, este ou aquele ali nasceu. De Sião, porém, se diz: “Nasceu nela todo homem; Deus é sua segurança”.

R: Cantai louvores ao Senhor, todas as gentes.

— Deus anota no seu livro, onde inscreve os povos todos: “Foi ali que estes nasceram”. E por isso todos juntos a cantar se alegrarão; e, dançando, exclamarão: “Estão em ti as nossas fontes!”

R: Cantai louvores ao Senhor, todas as gentes.

Evangelho de Jesus Cristo segundo São João 10, 22-30

- Aleluia, Aleluia, Aleluia!
- Minhas ovelhas escutam minha voz, eu as conheço e elas me seguem (Jo 10, 27)

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São João:

22Celebrava-se, em Jerusalém, a festa da Dedicação do Templo. Era inverno. 23Jesus passeava pelo Templo, no pórtico de Salomão. 24Os judeus rodeavam-no e disseram: “Até quando nos deixarás em dúvida? Se tu és o Messias, dize-nos abertamente”. 25Jesus respondeu: “Já vo-lo disse, mas vós não acreditais. As obras que eu faço em nome do meu Pai dão testemunho de mim; 26vós, porém, não acreditais, porque não sois das minhas ovelhas. 27As minhas ovelhas escutam a minha voz, eu as conheço e elas me seguem. 28Eu dou-lhes a vida eterna e elas jamais se perderão. E ninguém vai arrancá-las de minha mão. 29Meu Pai, que me deu estas ovelhas, é maior que todos, e ninguém pode arrebatá-las da mão do Pai. 30Eu e o Pai somos um”.

— Palavra da Salvação
— Glória a vós, Senhor


Copyright© Arautos do Evangelho 2011. Todos os direitos reservados.
Divulgação autorizada, citando a fonte.

segunda-feira, 27 de abril de 2015

APRENDENDO COM AS PARÁBOLAS DE JESUS

Parábola do trigo e do joioDeus semeia “boas sementes” no coração das pessoas, mas veio o mal, e semeou o joio no campo de Deus…

Jesus ensinava as grandes lições em parábolas, porque era uma maneira de explicar os mistérios do Reino de Deus que facilitava o entendimento dos pequenos e dos grandes. Na matemática, parábola é uma curva que se abre ao infinito, como um “V”, não se esgota.

Uma dessas parábolas é a do joio (ou cizânia) e do trigo.

Jesus contou esta parábola para mostrar o embate entre o bem e o mal neste mundo, e que só vai acabar quando Ele voltar.

EVANGELHO DO DIA 27/04/2015

Segunda-feira, 27 de Abril de 2015.

Santo do dia: São Pedro Armengol, religioso
Cor litúrgica: branco

Evangelho de hoje: São João 10, 1-10

Primeira leitura: Atos dos Apóstolos 11, 1-18
Leitura dos Atos dos Apóstolos:

Naqueles dias: 1Os apóstolos e os irmãos, que viviam na Judéia, souberam que também os pagãos haviam acolhido a Palavra de Deus. 2Quando Pedro subiu a Jerusalém, os fiéis de origem judaica começaram a discutir com ele, dizendo: 3'Tu entraste na casa de pagãos e comeste com eles!' 4Então, Pedro começou a contar-lhes, ponto por ponto, o que havia acontecido: 5'Eu estava na cidade de Jope e, ao fazer oração, entrei em êxtase e tive a seguinte visão: vi uma coisa parecida com uma grande toalha que, sustentada pelas quatro pontas, descia do céu e chegava até junto de mim. 6Olhei atentamente e vi dentro dela quadrúpedes da terra, animais selvagens, répteis e aves do céu. 7Depois ouvi uma voz que me dizia: 'Levanta-te, Pedro, mata e come.' 8Eu respondi: 'De modo nenhum, Senhor! Porque jamais entrou coisa profana e impura na minha boca'. 9A voz me disse pela segunda vez: 'Não chames impuro o que Deus purificou'. 10Isso repetiu-se por três vezes. Depois a coisa foi novamente levantada para o céu. 11Nesse momento, três homens se apresentaram na casa em que nos encontrávamos. Tinham sido enviados de Cesaréia, à minha procura. 12O Espírito me disse que eu fosse com eles sem hesitar. Os seis irmãos que estão aqui me acompanharam e nós entramos na casa daquele homem. 13Então ele nos contou que tinha visto um anjo apresentar-se em sua casa e dizer: 'Manda alguém a Jope para chamar Simão, conhecido como Pedro. 14Ele te falará de acontecimentos que trazem a salvação para ti e para toda a tua família'. 15Logo que comecei a falar, o Espírito Santo desceu sobre eles, da mesma forma que desceu sobre nós no princípio. 16Então eu me lembrei do que o Senhor havia dito: 'João batizou com água, mas vós sereis batizados no Espírito Santo'. 17Deus concedeu a eles o mesmo dom que deu a nós que acreditamos no Senhor Jesus Cristo. Quem seria eu para me opor à ação de Deus?' 18Ao ouvirem isso, os fiéis de origem judaica se acalmaram e glorificavam a Deus, dizendo: 'Também aos pagãos Deus concedeu a conversão que leva para a vida!'

- Palavra do Senhor
- Graças a Deus

Salmo 41 (42)

- Assim como a corça suspira pelas águas correntes, suspira igualmente minh'alma por vós, ó meu Deus!

R: Minha alma suspira por Vós, ó meu Deus.

- A minh' alma tem sede de Deus, e deseja o Deus vivo. Quando terei a alegria de ver a face de Deus?

R: Minha alma suspira por Vós, ó meu Deus.

- Enviai vossa luz, vossa verdade: elas serão o meu guia; que me levem ao vosso Monte santo, até a vossa morada!

R: Minha alma suspira por Vós, ó meu Deus.

- Então irei aos altares do Senhor, Deus da minha alegria. Vosso louvor cantarei, ao som da harpa, meu Senhor e meu Deus!

R: Minha alma suspira por Vós, ó meu Deus.

Evangelho de Jesus Cristo segundo São João 10, 1-10

- Aleluia, Aleluia, Aleluia!
- Eu sou o bom pastor, conheço minhas ovelhas e elas me conhecem, assim fala o Senhor (Jo 10, 14)

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São João:

Naquele tempo, disse Jesus: 1'Em verdade, em verdade vos digo, quem não entra no redil das ovelhas pela porta, mas sobe por outro lugar, é ladrão e assaltante. 2Quem entra pela porta é o pastor das ovelhas. 3A esse o porteiro abre, e as ovelhas escutam a sua voz; ele chama as ovelhas pelo nome e as conduz para fora. 4E, depois de fazer sair todas as que são suas, caminha à sua frente, e as ovelhas o seguem, porque conhecem a sua voz. 5Mas não seguem um estranho, antes fogem dele, porque não conhecem a voz dos estranhos.' 6Jesus contou-lhes esta parábola, mas eles não entenderam o que ele queria dizer. 7Então Jesus continuou: 'Em verdade, em verdade vos digo, eu sou a porta das ovelhas. 8Todos aqueles que vieram antes de mim são ladrões e assaltantes, mas as ovelhas não os escutaram. 9Eu sou a porta. Quem entrar por mim, será salvo; entrará e sairá e encontrará pastagem. 10O ladrão só vem para roubar, matar e destruir. Eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância.
- Palavra da Salvação
- Glória a Vós, Senhor

Comentário do dia por Santo Agostinho (354-430)
Bispo de Hipona (norte de África), Doutor da Igreja
Sermões sobre o Evangelho de S. João, 45
«Se alguém entrar por Mim estará salvo»

«Em verdade vos digo: Eu sou a porta das ovelhas.» Jesus acaba de abrir a porta que nos tinha mostrado fechada. Ele mesmo é essa porta. Reconheçamo-lo, entremos e alegremo-nos por termos entrado.

«Todos os que vieram antes de mim eram ladrões e salteadores» [...]; é preciso compreender que Jesus Se refere aos que vieram fora dele. Com efeito, os profetas vieram antes dele: eram ladrões e salteadores? De forma nenhuma, porque não vieram fora de Cristo; estavam com Ele. Ele tinha-os enviado como mensageiros, mas tinha nas suas mãos o coração dos enviados. [...] «Eu sou o caminho, a verdade e a vida», diz Ele (Jo 14,6). Se Ele é a verdade, os que estavam na verdade estavam com Ele. Os que vieram fora dele, pelo contrário, são ladrões e salteadores porque só vieram para pilhar e fazer morrer, a as ovelhas não os escutaram. [...]

Mas os justos acreditaram que Ele viria, tal como nós acreditamos que Ele já veio. Os tempos mudaram, mas a fé é a mesma. [...] Uma mesma fé reúne os que acreditavam que Ele havia de vir e os que acreditam que Ele já veio. Vemo-los entrar a todos, em épocas diferentes, pela única porta da fé, isto é, Cristo. [...] Sim, todos os que acreditaram no passado, no tempo de Abraão, de Isaac, de Jacob, de Moisés ou dos outros patriarcas e profetas, que anunciaram a Cristo, todos esses eram já suas ovelhas. Neles se ouviu o próprio Cristo, não como voz estranha mas com a sua própria voz.


Copyright© Arautos do Evangelho 2011. Todos os direitos reservados.
Divulgação autorizada, citando a fonte.

domingo, 26 de abril de 2015

A FUNÇÃO DA MÚSICA NA LITURGIA

O Catecismo da Igreja Católica aponta-nos que: “O canto e a música desempenham sua função de sinais de maneira tanto mais significativa por ‘estarem intimamente ligados à ação litúrgica’, segundo três critérios principais: a beleza expressiva da oração, a participação unanime da assembleia nos momentos previstos e o caráter solene da celebração. Participam assim da finalidade das palavras e das ações litúrgicas: a glória de Deus e a santificação dos fiéis: ‘Quando chorei ouvindo vossos hinos, vossos cânticos, os acentos suaves que ecoavam em vossa Igreja! Que emoção me causava! Fluíam em meu ouvido, destilando a verdade em meu coração. Um grande elã de piedade, e elevava, e as lágrimas corriam-me pela face, mas me faziam bem”’.

E se resta-nos alguma dúvida sobre o que é uma música litúrgica e, ao mesmo tempo, seu uso, a CNBB nos mostra de forma bastante clara: “Quanto mais uma obra musical se insere e se integra na ação litúrgica e em seus diversos ritos, ‘aqui e agora’, e na celebração comunitária, tanto mais é adequada ao uso litúrgico. Ao contrário, quanto mais uma obra musical se emancipa do texto, do contexto, das leis e ritos litúrgicos, muito embora se torne demonstração de arte e de cultura ou de saber humano, tanto mais é imprópria ao uso litúrgico”.

MENSAGENS DE NOSSA SENHORA em 25/04/2015

Medjugorje – Mensagem a Marija Pavlovic

Medjugorje10“Queridos filhos!

Eu estou com vocês hoje para levá-lo à salvação. Suas almas estão inquietas porque o espírito está fraco e cansado de todas as coisas terrenas. Vocês filhinhos, rezem ao Espírito Santo, para transformá-los e preenchê-los com a sua força de fé e esperança, para serem firmes nesta luta contra o mal. Eu estou com vocês e intercedo por vocês diante de meu Filho Jesus.

Obrigado por terem respondido ao meu chamado. “

Fonte: Salve Maria Imaculada!

DOMINGO SEM MISSA, SEMANA SEM GRAÇA!

O Domingo é o Dia do Senhor – “Dominus Dei”- é Dele. Deus nos dá seis dias para trabalhar, e quer que um seja consagrado a Ele e ao nosso descanso. Temos esse direito. Não é abençoado quem não respeita isso, pois desobedece a Deus. O segundo Mandamento manda “Guardar o domingo e dias Santos”. Esse “guardar” quer dizer, dedicar a Deus. Nada de trabalhar e de fazer negócios neste dia, quando se pode deixar para outro dia.

Se fizermos isso teremos a Graça e a bênção de Deus para toda a semana que se inicia. O Salmista diz:

“É inútil levantar-vos antes da aurora, e atrasar até alta noite vosso descanso, para comer o pão de um duro trabalho, pois Deus o dá aos seus amados até durante o sono” (126,2). Até durante o sono!

26 de Abril dia de NOSSA SENHORA DO BOM CONSELHO

Nossa Senhora do Bom Conselho - Arautos do Evangelho

Envolta numa luminosa nuvem, a imagem da Mãe do Bom Conselho translada-se da Albânia
para a cidade de Genazzano (Itália), dando início a um ininterrupto
desfilar de milagres e graças.

Nas longínquas terras da Albânia, para além do Mar Adriático, encontra-se a pequenina cidade de Scútari. Edificada em um a colina escarpada e tendo a seus pés os rios Drina e Bojana, ela continha em seus domínios, já no século XIII, um precioso tesouro : a bela imagem de "Santa Maria de Scútari". O Santuário que a abrigava se transformara no centro de peregrinação mais concorrido do país, e era para os albaneses um importante ponto de referência em matéria de graças e conforto espiritual.

Trata-se de uma pintura sobre fina camada de reboco, medindo 31 cm de largura por 42,5 cm de altura. Esse sagrado afresco está envolto numa penumbra de mistério e milagre: ignora-se quando e por quem foi pintado.

EVANGELHO DO DIA 26/04/2015

Domingo, 26 de Abril de 2015.

Santo do dia: São Rafael Arnáiz Barón, religioso
Cor litúrgica: branco

Evangelho de hoje: São João 10, 11-18

Primeira leitura: Atos dos Apóstolos 4, 8-12
Leitura do Atos dos Apóstolos:

Naqueles dias: 8Pedro, cheio do Espírito Santo, disse: 'Chefes do povo e anciãos: 9hoje estamos sendo interrogados por termos feito o bem a um enfermo e pelo modo como foi curado. 10Ficai, pois, sabendo todos vós e todo o povo de Israel: é pelo nome de Jesus Cristo, de Nazaré, - aquele que vós crucificastes e que Deus ressuscitou dos mortos - que este homem está curado, diante de vós. 11Jesus é a pedra, que vós, os construtores, desprezastes, e que se tornou a pedra angular. 12Em nenhum outro há salvação, pois não existe debaixo do céu outro nome dado aos homens pelo qual possamos ser salvos'.

- Palavra do Senhor
- Graças a Deus

Salmo 117 (118)

- Dai graças ao Senhor, porque ele é bom! 'Eterna é a sua misericórdia!' É melhor buscar refúgio no Senhor, do que pôr no ser humano a esperança; é melhor buscar refúgio no Senhor, do que contar com os poderosos deste mundo!'

R: A pedra que os pedreiros rejeitaram, tornou-se agora a pedra angular.

- Dou-vos graças, ó Senhor, porque me ouvistes e vos tornastes para mim o Salvador! 'A pedra que os pedreiros rejeitaram, tornou-se agora a pedra angular. Pelo Senhor é que foi feito tudo isso: Que maravilhas ele fez a nossos olhos!

R: A pedra que os pedreiros rejeitaram, tornou-se agora a pedra angular.
- Bendito seja, em nome do Senhor, aquele que em seus átrios vai entrando! Vós sois meu Deus, eu vos bendigo e agradeço! Vós sois meu Deus, eu vos exalto com louvores! Dai graças ao Senhor, porque ele é bom! 'Eterna é a sua misericórdia!'

R: A pedra que os pedreiros rejeitaram, tornou-se agora a pedra angular.

Segunda leitura: São João 3, 1-2
Leitura da primeira carta de São João:

Caríssimos: 1Vede que grande presente de amor o Pai nos deu: de sermos chamados filhos de Deus! E nós o somos! Se o mundo não nos conhece, é porque não conheceu o Pai. 2Caríssimos, desde já somos filhos de Deus, mas nem sequer se manifestou o que seremos! Sabemos que, quando Jesus se manifestar, seremos semelhantes a ele, porque o veremos tal como ele é.

- Palavra do Senhor
- Graças a Deus

Evangelho de Jesus Cristo segundo São João 10, 11-18

- Aleluia, Aleluia, Aleluia!
- Eu sou o bom pastor, diz o Senhor; eu conheço minhas ovelhas e elas me conhecem a mim (Jo 10, 14)

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São João:

Naquele tempo, disse Jesus: 11Eu sou o bom pastor. O bom pastor dá a vida por suas ovelhas. 12O mercenário, que não é pastor e não é dono das ovelhas, vê o lobo chegar, abandona as ovelhas e foge, e o lobo as ataca e dispersa. Pois ele é apenas um mercenário e não se importa com as ovelhas. 14Eu sou o bom pastor. Conheço as minhas ovelhas, e elas me conhecem, 15assim como o Pai me conhece e eu conheço o Pai. Eu dou minha vida pelas ovelhas. 16Tenho ainda outras ovelhas que não são deste redil: também a elas devo conduzir; escutarão a minha voz, e haverá um só rebanho e um só pastor. 17É por isso que o Pai me ama, porque dou a minha vida, para depois recebê-la novamente. 18Ninguém tira a minha vida, eu a dou por mim mesmo; tenho poder de entregá-la e tenho poder de recebê-la novamente; esta é a ordem que recebi do meu Pai'.
- Palavra da Salvação
- Glória a Vós, Senhor

Comentário do dia por Santo António de Lisboa (c. 1195-1231)
Franciscano, Doutor da Igreja
Sermões para os domingos e as festas dos santos
«O bom pastor dá a sua vida pelas ovelhas»

«Eu sou o bom pastor». Cristo pode dizer com propriedade «Eu sou», já que para Ele nada pertence ao passado nem ao futuro: tudo nele é presente. Como afirma de Si mesmo no Apocalipse: «Eu sou o Alfa e o Ómega, Aquele que é, que era e que há-de vir, o Todo-Poderoso» (Ap 1,8); e no Êxodo: «Eu sou Aquele que sou. Assim dirás aos filhos de Israel: "'Eu sou' enviou-me a vós"» (Ex 3,14).

«Eu sou o bom pastor». A palavra «pastor» vem do termo «pastar». Cristo serve-nos diariamente, no sacramento do altar, o repasto da sua carne e do seu sangue. Jessé, pai de David, disse a Samuel: «Resta ainda o [filho] mais novo, que anda a apascentar as ovelhas» (1Sam 16, 11). Também o nosso David, pequeno e humilde, apascenta as suas ovelhas como bom pastor. [...]

Lemos ainda em Isaías: «É como um pastor que apascenta o rebanho [...], leva os cordeiros ao colo e faz repousar as ovelhas que têm crias» (Is 40,11). [...] Com efeito, ao conduzir o seu rebanho à pastagem, ou no regresso, o bom pastor reúne os cordeirinhos que ainda não conseguem andar, toma-os nos braços e leva-os junto ao peito; leva também as ovelhas que vão dar à luz e as que acabaram de ter as crias. Assim também Jesus Cristo: dia após dia, Ele alimenta-nos com os ensinamentos do evangelho e os sacramentos da Igreja; reúne-nos nos seus braços, estendidos sobre a cruz, «para congregar na unidade os filhos de Deus que estavam dispersos» (Jo 11,52); e aconchega-nos no seio da sua misericórdia, como uma mãe aconchega o seu filho.


Copyright© Arautos do Evangelho 2011. Todos os direitos reservados.
Divulgação autorizada, citando a fonte.

sábado, 25 de abril de 2015

PAPA FRANCISCO CONVOCA OFICIALMENTE O JUBILEU DA MISERICÓRDIA

O Papa Francisco apresentou neste sábado, 11 de abril, a bula ‘Misericordiæ Vultus’ (Rosto de Misericórdia), com a qual convocou oficialmente o Jubileu da Misericórdia que será realizado de 8 de dezembro de 2015 a 20 de novembro de 2016. A bula composta por 25 números deseja que cada pessoa viva a Misericórdia e se deixe surpreender por Deus.

Misericordiae Vultus

BULA DE PROCLAMAÇÃO

DO JUBILEU EXTRAORDINÁRIO DA MISERICÓRDIA

FRANCISCO

BISPO DE ROMA

SERVO DOS SERVOS DE DEUS

A QUANTOS LEREM ESTA CARTA

GRAÇA, MISERICÓRDIA E PAZ

[Multimídia]


1. Jesus Cristo é o rosto da misericórdia do Pai. O mistério da fé cristã parece encontrar nestas palavras a sua síntese. Tal misericórdia tornou-se viva, visível e atingiu o seu clímax em Jesus de Nazaré. O Pai, « rico em misericórdia » (Ef 2, 4), depois de ter revelado o seu nome a Moisés como « Deus misericordioso e clemente, vagaroso na ira, cheio de bondade e fidelidade » (Ex 34, 6), não cessou de dar a conhecer, de vários modos e em muitos momentos da história, a sua natureza divina. Na « plenitude do tempo » (Gl 4, 4), quando tudo estava pronto segundo o seu plano de salvação, mandou o seu Filho, nascido da Virgem Maria, para nos revelar, de modo definitivo, o seu amor. Quem O vê, vê o Pai (cf. Jo 14, 9). Com a sua palavra, os seus gestos e toda a sua pessoa,[1]Jesus de Nazaré revela a misericórdia de Deus.

2. Precisamos sempre de contemplar o mistério da misericórdia. É fonte de alegria, serenidade e paz. É condição da nossa salvação. Misericórdia: é a palavra que revela o mistério da Santíssima Trindade. Misericórdia: é o acto último e supremo pelo qual Deus vem ao nosso encontro. Misericórdia: é a lei fundamental que mora no coração de cada pessoa, quando vê com olhos sinceros o irmão que encontra no caminho da vida. Misericórdia: é o caminho que une Deus e o homem, porque nos abre o coração à esperança de sermos amados para sempre, apesar da limitação do nosso pecado.

EVANGELHO DO DIA 25/04/2015

Sábado, 25 de Abril de 2015.

Santo do dia: São Marcos Evangelista, São Pedro de São José Betancur, religioso
Cor litúrgica: vermelho

Evangelho de hoje: São Marcos 16, 15-20

Primeira leitura: São Pedro 5, 5-14
Leitura da primeira carta de São Pedro:

Carissimos: 5Revesti-vos todos de humildade no relacionamento mútuo, porque Deus resiste aos soberbos, mas dá a sua graça aos humildes. 6Rebaixai-vos, pois, humildemente, sob a poderosa mão de Deus, para que, na hora oportuna, ele vos exalte. 7Lançai sobre ele toda a vossa preocupação, pois é ele quem cuida de vós. 8Sede sóbrios e vigilantes. O vosso adversário, o diabo, rodeia como um leão a rugir, procurando a quem devorar. 9 Resisti-lhe, firmes na fé, certos de que iguais sofrimentos atingem também os vossos irmãos pelo mundo afora. 10Depois de terdes sofrido um pouco, o Deus de toda a graça, que vos chamou para a sua glória eterna, em Cristo, vos restabelecerá e vos tornará firmes, fortes e seguros. 11A ele pertence o poder, pelos séculos dos séculos. Amém. 12Por meio de Silvano, que considero um irmão fiel junto de vós, envio-vos esta breve carta, para vos exortar e para atestar que esta é a verdadeira graça de Deus, na qual estais firmes. 13A Igreja que está em Babilônia, eleita como vós, vos saúda, como também, Marcos, o meu filho. 14Saudai-vos uns aos outros com o abraço do amor fraterno. A paz esteja com todos vós que estais em Cristo.

- Palavra do Senhor
- Graças a Deus

Salmo 88 (89)

- Ó Senhor, eu cantarei eternamente o vosso amor, de geração em geração eu cantarei vossa verdade! Porque dissestes: "O amor é garantido para sempre!" E a vossa lealdade é tão firme como os céus.

R: Ó Senhor, eu cantarei, eternamente, o vosso amor.

- Anuncia o firmamento vossas grandes maravilhas, e o vosso amor fiel, a assembléia dos eleitos, pois, quem pode, lá nas nuvens ao Senhor se comparar e quem pode, entre seus anjos, ser a ele semelhante?
R: Ó Senhor, eu cantarei, eternamente, o vosso amor.

- Quão feliz é aquele povo que conhece a alegria; seguirá pelo caminho, sempre à luz de vossa face! Exultará de alegria em vosso nome dia a dia, e com grande entusiasmo exaltará vossa justiça.

R: Ó Senhor, eu cantarei, eternamente, o vosso amor.

Evangelho de Jesus Cristo segundo São Marcos 16, 15-20

- Aleluia, Aleluia, Aleluia!
- É Cristo que anunciamos, Jesus Cristo, o crucificado, poder e sabedoria de Deus (1Cor 1, 23s)

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Marcos:

Naquele tempo: Jesus se manifestou aos onze discípulos, 15e disse-lhes: 'Ide pelo mundo inteiro e anunciai o Evangelho a toda criatura! 16Quem crer e for batizado será salvo. Quem não crer será condenado. 17Os sinais que acompanharão aqueles que crerem serão estes: expulsarão demônios em meu nome, falarão novas línguas; 18se pegarem em serpentes ou beberem algum veneno mortal não lhes fará mal algum; quando impuserem as mãos sobre os doentes, eles ficarão curados'. 19Depois de falar com os discípulos, o Senhor Jesus foi levado ao céu, e sentou-se à direita de Deus. 20Os discípulos então saíram e pregaram por toda parte. O Senhor os ajudava e confirmava sua palavra por meio dos sinais que a acompanhavam.

- Palavra da Salvação
- Glória a Vós, Senhor

Comentário do dia por Santo Ireneu de Lyon (c. 130-c. 208)
Bispo, teólogo, mártir
Contra as heresias I, 10,1-3; PG 7, 550-554
São Marcos transmite a todo o mundo a fé dos apóstolos

A Igreja, disseminada por todo o mundo até aos confins da terra, recebeu dos apóstolos e dos seus discípulos a fé num só Deus, Pai todo-poderoso, que «fez o céu, a terra, o mar e tudo o que ele contém» (Ex 20,11; Act 4,24); num só Cristo Jesus, Filho de Deus, que encarnou pela nossa salvação; e no Espírito Santo que, através dos profetas, anunciou os desígnios de Deus e a vinda do bem-amado Jesus Cristo nosso Senhor, o seu nascimento da Virgem, a sua Paixão, a sua ressurreição de entre os mortos, a sua ascensão em corpo e alma aos céus, à glória do Pai, para «sujeitar todas as coisas» (Ef 1,22) e ressuscitar todo o género humano na carne – a fim de que, diante de Cristo Nosso Senhor, nosso Deus, nosso Salvador e nosso Rei, segundo os desígnios do Pai invisível, «todo o joelho se dobre nos céus, na terra e nos infernos, e toda a língua O confesse» (Fil 2,10-11) e de que Ele julgue com justiça todas as criaturas. […]

A Igreja preserva com grande cuidado esta pregação, esta fé que recebeu, como se habitasse uma só casa; embora disseminada por todo o mundo, acredita em tudo isto de forma idêntica em toda a parte, como se tivesse «um só coração e uma só alma» (Act 4, 32), prega, ensina e transmite esta mensagem com voz humana, como se tivesse uma só boca. As línguas que se falam no mundo são diversas, mas a força da tradição é uma e a mesma. As Igrejas estabelecidas na Germânia não crêem nem ensinam coisas diferentes das dos Iberos ou dos Celtas, ou das do Oriente, do Egipto ou da Líbia, nem das que foram fundadas no centro do mundo [a Terra Santa]. Assim como o sol, criatura de Deus, é único e o mesmo em todo o mundo, assim a pregação da verdade brilha em toda a parte, iluminando todos os homens que querem «conhecer a verdade» (1Tim 2,4).


Copyright© Arautos do Evangelho 2011. Todos os direitos reservados.
Divulgação autorizada, citando a fonte.

sexta-feira, 24 de abril de 2015

PAPA ORDENA 19 SACERDOTES NO PRÓXIMO DOMINGO

Papa ordenando sacerdote na Basílica de São Pedro

Cidade do Vaticano – O Papa Francisco ordenará, na Basílica de São Pedro, no próximo domingo (26/04), 52° Dia Mundial de Oração pelas Vocações, dezenove sacerdotes para a Diocese de Roma.

Treze deles foram formados nos seminários dessa diocese, 9 são do Colégio Diocesano Missionário “Redemptoris Mater”, 3 do Pontifício Seminário Romano Maior e 1 do Seminário Nossa Senhora do Divino Amor.

Concelebrarão com o pontífice o vigário-geral do Papa para a Diocese de Roma, Cardeal Agostino Vallini, o vice-gerente dessa diocese, Dom Filippo Iannone, os cinco bispos auxiliares de Roma, os superiores dos seminários envolvidos e os párocos dos ordenandos.

Na próxima sexta-feira (24/04), às 20h45 locais, na Basílica de São João de Latrão, será realizada a vigília de oração para as vocações com a catequese de Pe. Fábio Rosini, diretor do Serviço para as vocações da Diocese de Roma.

A Rádio Vaticano vai transmitir a celebração, com comentários em português, a partir das 4h25 no horário de Brasília.

Fonte: Rádio Vaticano

Fonte: Católicos Online

PERDER A CONFIANÇA? JAMAIS! - Parte II

Nosso Senhor oferece a graça do arrependimento e da conversão

"Prometei-Lhe confessar-vos logo e nunca passar a noite tendo sobre a consciência um pecado mortal".


Se alguma vez, nas lutas íntimas, vos sentirdes fraquejar na confiança,
Meditai as passagens do Evangelho que vos acabo de indicar.
Contemplai essa cruz ignominiosa, sobre a qual expira o vosso Deus. Olhai para a sua pobre cabeça coroada de espinhos, que tomba inerte sobre o peito. Considerai os olhos vítreos, a face lívida onde se coagula o sangue precioso.
Olhai para os pés e as mãos transpassadas, para o corpo malferido. Fixai sobretudo o coração amantíssimo que acaba de ser aberto pela lança do soldado; dele correram umas poucas gotas de água ensanguentada… Tudo vos deu! Como será possível desconfiar deste Salvador?

A HORA DA DIVINA MISERICÓRDIA

CRUZ 8“Ó Sangue e Água que jorrastes do Coração de Jesus como fonte de Misericórdia para nós, eu confio em Vós.”

Jesus pediu a Irmã Faustina que propagasse ao mundo a veneração a sua Paixão e Morte às três horas da tarde, hora em que morreu na cruz para nos salvar.

Em 1933, Irmã Faustina teve uma impressionante visão de Sua Misericórdia. A Irmã nos conta:

“Vi uma grande luz, e nela Deus Pai. Entre esta luz e a Terra vi Jesus pregado na Cruz de tal maneira que Deus, querendo olhar para a Terra, tinha que olhar através das chagas de Jesus. E compreendi que somente por causa de Jesus Deus está abençoando a Terra.”

Jesus disse à Santa Irmã Faustina:

“Às três horas da tarde implora à Minha Misericórdia, especialmente pelos pecadores, e, ao menos por um breve tempo, reflete sobre a Minha Paixão, especialmente sobre o abandono em que Me encontrei no momento da agonia. Esta é a hora de grande Misericórdia para o mundo inteiro. Permitirei que penetres na Minha tristeza mortal. Nessa hora nada negarei à alma que Me pedir em nome da Minha Paixão.”

SEM DEDICAÇÃO NÃO HÁ AMOR

Jesus, vindo ao mundo, nada ensinou de mais amável do que a dedicação. Esta pequena flor – podemos chamá-la assim? – nasceu no Gólgota, aos pés da Cruz, no solo regado com o sangue de Cristo. Daí por diante, nunca mais desapareceu da terra.

Os amigos de Jesus cultivam-na carinhosamente. Conhecem o terreno onde se dá bem e a seiva de que se nutre. Sabem que evita o clima glacial do egoísmo e que se compraz nas quentes regiões da caridade divina. Mergulham-na no amor de Jesus, que é o seu verdadeiro lugar, o seu canteiro predileto.

Amor e dedicação são duas flores numa só haste. Jesus transplantou-as das regiões celestes para o nosso solo ingrato. Criaram raízes, vicejaram, multiplicaram-se e foram bem recebidas nos jardins dos grandes e nos canteiros dos pobres.

15 SIMPLES ATOS DE CARIDADE DE QUE COSTUMAMOS ESQUECER

Pequenos segredos para ser feliz e fazer os outros felizes também

Padre en casa

Vamos espalhar a caridade!


1. Sorrir


Um cristão sempre é alegre. Às vezes podemos nem perceber, mas, ao sorri, aliviamos a carga dos que estão ao nosso redor: na rua, no trabalho, em casa, na faculdade. A felicidade do cristão é uma bênção para os outros e para si mesmo.

EU SOU FILHO AMADO DE DEUS!

Levante sua cabeça, Filho Amado de Deus.

Olhe para o firmamento. Ânimo! Alegria!

Está na hora de assumir quem você realmente é: FILHO(A) AMADO DE DEUS!

Diga para si mesmo:

Eu sou o Filho Amado de Deus!

Eu sou o Filho Amado de Deus!

Eu sou o Filho Amado de Deus!

Revestido nesta certeza, confiantemente caminhe com Jesus.

Fonte: Ave Luz

A FAMÍLIA ONTEM E HOJE

Familia_cristãA família é tão importante que Jesus quis entrar na nossa história por ela!

O Papa João Paulo II chamava a família de “Santuário da vida” (Carta às Famílias, 11), “lugar sagrado da vida”. Ao desejar que a humanidade existisse, Deus estabeleceu a sua base: a família, a união de um homem com uma mulher, crescendo mutuamente no seu amor e gerando os filhos para esta vida e a eternidade.

É na família que a vida humana surge como de uma nascente sagrada, e é cultivada e formada. É missão sagrada da família, guardar, revelar e comunicar ao mundo o amor e a vida. O Concílio Vaticano II já a tinha chamado de “a Igreja doméstica” (Lumen Gentium, 11) onde Deus reside, é reconhecido, amado, adorado e servido; e ensinou que: “A salvação da pessoa e da sociedade humana estão intimamente ligadas à condição feliz da comunidade conjugal e familiar” (Gaudium et Spes, 47). A Igreja ensina, enfim, que “a família é a comunidade na qual, desde a infância, se podem assimilar os valores morais, em que se pode começar a honrar a Deus e a usar corretamente da liberdade. A vida em família é iniciação para a vida em sociedade” (CIC, § 2207).

EVANGELHO DO DIA 24/04/2015

sexta-feira, 24 de abril de 2015.

santo do dia: são Fidélis de Sigmaringa, presbítero e mártir; beata Maria Isabel hesselblad, virgem
cor litúrgica: branco

evangelho de hoje: são joão 6, 52-59

primeira leitura: atos dos apóstolos 9, 1-20
leitura dos atos dos apóstolos:

naqueles dias: 1saulo só respirava ameaças e morte contra os discípulos do senhor. ele apresentou-se ao sumo sacerdote 2e pediu-lhe cartas de recomendação para as sinagogas de damasco, a fim de levar presos para jerusalém os homens e mulheres que encontrasse seguindo o caminho. 3durante a viagem, quando já estava perto de damasco, saulo, de repente, viu-se cercado por uma luz que vinha do céu. 4caindo por terra, ele ouviu uma voz que lhe dizia: 'saulo, saulo, por que me persegues?' 5saulo perguntou: 'quem és tu, senhor?' a voz respondeu: 'eu sou jesus, a quem tu estás perseguindo. 6agora, levanta-te, entra na cidade, e ali te será dito o que deves fazer.' 7os homens que acompanhavam saulo ficaram mudos de espanto, porque ouviam a voz, mas não viam ninguém. 8saulo levantou-se do chão e abriu os olhos, mas não conseguia ver nada. então pegaram nele pela mão e levaram-no para damasco. 9saulo ficou três dias sem poder ver. e não comeu nem bebeu. 10em damasco, havia um discípulo chamado ananias. o senhor o chamou numa visão: 'ananias!' e ananias respondeu: 'aqui estou, senhor!' 11o senhor lhe disse: 'levanta-te, vai à rua que se chama direita e procura, na casa de judas, por um homem de tarso chamado saulo. ele está rezando.' 12e, numa visão, saulo contemplou um homem chamado ananias, entrando e impondo-lhe as mãos para que recuperasse a vista. 13ananias respondeu: 'senhor, já ouvi muitos falarem desse homem e do mal que fez aos teus fiéis que estão em jerusalém. 14e aqui em damasco ele tem plenos poderes, recebidos dos sumos sacerdotes, para prender todos os que invocam o teu nome.' 15mas o senhor disse a ananias: 'vai, porque esse homem é um instrumento que escolhi para anunciar o meu nome aos pagãos, aos reis e ao povo de israel. 16eu vou mostrar-lhe quanto ele deve sofrer por minha causa.' 17então ananias saiu, entrou na casa, e impôs as mãos sobre saulo, dizendo: 'saulo, meu irmão, o senhor jesus, que te apareceu quando vinhas no caminho, ele me mandou aqui para que tu recuperes a vista e fiques cheio do espírito santo.' 18imediatamente caíram dos olhos de saulo como que escamas e ele recuperou a vista. em seguida, saulo levantou-se e foi batizado. 19tendo tomado alimento, sentiu-se reconfortado. saulo passou alguns dias com os discípulos de damasco, 20e logo começou a pregar nas sinagogas, afirmando que jesus é o filho de deus.

- palavra do senhor
- graças a deus

 

salmo 116 (117)

- cantai louvores ao senhor, todas as gentes, povos todos, festejai-o!

r: ide, por todo o mundo, e a todos pregai o evangelho.

- pois comprovado é seu amor para conosco, para sempre ele é fiel!

r: ide, por todo o mundo, e a todos pregai o evangelho.

evangelho de jesus cristo segundo são joão 6, 52-59

- aleluia, aleluia, aleluia!
- quem come a minha carne e bebe o meu sangue em mim permanece e eu vou ficar nele (jo 6, 56)

proclamação do evangelho de jesus cristo segundo são joão:

naquele tempo: 52os judeus discutiam entre si, dizendo: 'como é que ele pode dar a sua carne a comer?' 53então jesus disse: 'em verdade, em verdade vos digo, se não comerdes a carne do filho do homem e não beberdes o seu sangue, não tereis a vida em vós. 54quem come a minha carne e bebe o meu sangue tem a vida eterna, e eu o ressuscitarei no último dia. 55porque a minha carne é verdadeira comida e o meu sangue, verdadeira bebida. 56quem come a minha carne e bebe o meu sangue permanece em mim e eu nele. 57como o pai, que vive, me enviou, e eu vivo por causa do pai, assim o que me come viverá por causa de mim. 58este é o pão que desceu do céu. não é como aquele que os vossos pais comeram. eles morreram. aquele que come este pão viverá para sempre.' 59assim falou jesus, ensinando na sinagoga em cafarnaum.

- palavra da salvação.
- glória a vós, senhor

comentário do dia por santo agostinho (354-430)
bispo de hipona (norte de áfrica), doutor da igreja
sermão 227 (às crianças, sobre os sacramentos)
tornar-se num só pão, num só corpo

este pão que vedes sobre o altar, consagrado pela palavra de deus, é o corpo de cristo. este cálice consagrado pela palavra de deus, ou melhor, o que ele contém, é o sangue de cristo. nestes elementos, o senhor quis oferecer à nossa veneração, ao nosso amor, o seu corpo e o seu sangue, que derramou pela remissão dos nossos pecados. se os recebestes com boas disposições, tornastes-vos naquilo que recebestes. diz o apóstolo: «todos nós somos um só pão, um só corpo» (cor 10,17).

este pão recorda-vos que deveis amar a unidade. pois este pão foi porventura feito de um só grão? não existia nele, no princípio, uma quantidade de grãos de trigo? antes de tomar a forma de pão, os grãos estavam separados; foi a água que os uniu, depois de serem moídos. se o trigo não for moído e embebido em água, não se lhe pode dar a forma de pão. do mesmo modo, foi-vos necessário passar pela humilhação dos jejuns e pelo exorcismo dos escrutínios; depois, fostes lavados pela água do baptismo, que vos penetrou a fim de vos fazer tomar a forma de pão. como aparece aqui representado o fogo? pelo santo crisma, porque o óleo que alimenta o nosso fogo é o sacramento do espírito santo. […] no dia de pentecostes, o espírito santo revelou-se sob a forma de línguas de fogo. […] portanto, o espírito santo aparece como o fogo depois da água; e vós sois transformados neste pão que é o corpo de cristo. este sacramento é, portanto, um símbolo da unidade.


Copyright© Arautos do Evangelho 2011. Todos os direitos reservados.
Divulgação autorizada, citando a fonte.

quinta-feira, 23 de abril de 2015

SÃO JORGE É SANTO MESMO?

Recebi um  email de uma pessoa me perguntando:

“São Jorge, qual a verdadeira história dele, é um santo mesmo? Da Igreja Católica ou de macumba? Nunca me senti bem em relação a ele, pois já vi sua imagem em lugares nada cristãos… Poderia me esclarecer por favor?”

A Igreja não tem dúvida de que São Jorge existiu e é Santo; tanto assim que sua memória é celebrada no Calendário litúrgico no dia 23 de abril. São Jorge foi mártir; a Igreja possui os “Atos do seu martírio” e  sua “Paixão”, que foi considerada apócrifa pelo Decreto Gelasiano do século VI. Mas não se pode negar de maneira simplista uma tradição tão universal como veremos: a Igreja do Oriente o chama de “grande mártir” e todos os calendários cristãos incluíram-no no elenco dos seus santos.

São Jorge é considerado um dos “oito santos auxiliadores” (8 de agosto). Já no século IV o grande imperador romano Constantino, que se converteu ao cristianismo em 313, construiu uma igreja em sua honra. No século V já havia cerca de 40 igrejas em sua honra no Egito. Em toda a Europa multiplicaram as suas igrejas. Em 1222, o Concílio Regional de Oxford na Inglaterra estabeleceu uma festa em sua honra, e nos primeiros anos do século XV, o arcebispo de Cantuária na Inglaterra ordenou que esta festa fosse celebrada com tanta celebridade como o Natal. No ano de 1330, o rei católico Eduardo III da Inglaterra já tinha fundado a Ordem dos Cavaleiros de São Jorge.

COMO É O OLHAR DE DEUS?

Ele conhece cada canto da minha vulnerabilidade, atravessa minha humanidade, vê minha alma

mirada

Creio no olhar de Deus,
olhar que inunda meu coração de amor,
que me enche de entusiasmo e esperança.
Creio no olhar de Deus,
esse que me motiva a sair de mim mesmo,
a crescer, a dar o melhor de mim.
Um olhar que me convida a doar-me aos outros,
sem mesquinhez e de todo coração.
Creio no olhar de Deus,
que me enche de alegria e me faz sorrir,
que me dá paz e me convida a levantar-me,
sacudir a poeira e continuar caminhando.
Creio no olhar de Deus,
que atravessa minha humanidade,
que vê minha alma
e conhece cada canto
da minha vulnerabilidade.
Creio no olhar de Deus,
esse transparente,
que me deixa sereno
e me faz reconhecer-me
como filho...
Um filho nos braços do Pai.

Fonte: Oleada Jovem

FICA SABENDO QUE O ANTIGO INIMIGO DE TODOS OS MODOS SE ESFORÇA POR IMPEDIR-TE OS BONS DESEJOS…

…apartar-te de todos os exercícios devotos, nomeadamente da veneração dos santos, da devota memória de minha paixão, da salutar lembrança dos pecados, da vigilância sobre o próprio coração e do firme propósito de aproveitar na virtude.
Sugere-te muitos maus pensamentos para te causar tédio e horror e arredar-te da oração e leitura espiritual. Desagrada-lhe muito a confissão humilde e, se pudesse, far-te-ia abandonar
a comunhão.
Não lhes dês crédito, nem faças caso dele, posto que muitas vezes de arme laços e enganos. Leva à sua conta os pensamentos maus e desonestos que te sugere.
Dize-lhe: Retira-te, espírito imundo, desgraçado, sem-vergonha; muito perverso deves ser para me insinuares tais coisas!
Vai-te daqui, malvado sedutor, não terás em mim parte alguma, que Jesus estará comigo, qual guerreiro invencível, e tu ficarás confundido.
Antes quero morrer e sofrer todos os tormentos, que te fazer a vontade; cala-te e emudece; não te escutarei, por mais que me molestes.
O Senhor é minha luz e minha salvação, a quem temerei. Levante-se embora contra mim um exército, não temerá meu coração. O Senhor é meu socorro e meu Salvador (Sl 26, 1.6; 18,17)

Fonte: retirado do livro “Imitação de Cristo” de Tomás de Kempis






PERDER A CONFIANÇA? JAMAIS! - Parte I

Nosso Senhor oferece a graça do arrependimento e da conversão

Jesus perdoou a mulher adúltera e mostrou que todos devemos aceitar as graças de arrependimento e conversão.
Abismo da humana fraqueza, tirania dos maus hábitos!
Quantos cristãos recebem no tribunal da Penitência a absolvição de suas faltas; é sincera neles a contrição, enérgicas são as suas resoluções… e caem de novo nos mesmos pecados, por vezes graves; o número de suas quedas cresce sem cessar! Não terão, então, sobrejaz razões de desânimo?
Que a evidência da própria miséria nos mantenha na humildade, nada mais justo. Que ela nos faça perder a confiança – será uma catástrofe, mais perigosa que tantas recaídas no erro.

A NECESSIDADE DA ORAÇÃO ENTRE OS CASAIS

O casal não deve fazer qualquer atividade sem Deus, sem pedir a sua graça.

Para ter a Bênção de Deus sempre, o casal precisa de uma vida de oração. Jesus insistiu na necessidade da oração; pois as dificuldades do casal não são somente de ordem natural, mas também espiritual. Não se iluda, o demônio inimigo de Deus e nosso, detesta a família e o casamento porque são obras de Deus; então, nosso casamento  precisa estar armados com a graça de Deus para vencer suas ciladas e maldades. Mas contra Deus e sua graça ele nada pode. Jesus mandou:

“É necessário orar sempre sem jamais deixar de fazê-lo” (Lc 18,1); “Vigiai e orai para que não entreis em tentação” (Mt 26,41a); “Pedi e se vos dará” (Mt 7,7).  Sem oração, nenhum de nós fica de pé espiritualmente e ninguém consegue fazer a vontade de Deus. A razão é muito clara: “Porque sem mim nada podeis fazer” (Jo 15,5). Jesus deixou claro: esse “nada” indica que, por nós mesmos, não conseguiremos fazer o bem e, pior ainda, evitar o mal. São Paulo insistiu: “É o mesmo Deus que opera tudo em todos” (1Cor 12,6).

EVANGELHO DO DIA 23/04/2015

quinta-feira, 23 de abril de 2015.

Santo do dia: santo adalberto de praga, bispo e mártir
Cor litúrgica: branco

evangelho de hoje: são joão 6, 44-51

Primeira leitura: atos dos apóstolos 8, 26-40
leitura dos atos dos apóstolos:

Naqueles dias: 26um anjo do senhor falou a filipe, dizendo: 'prepara-te e vai para o sul, no caminho que desce de jerusalém a gaza. o caminho é deserto'. filipe levantou-se e foi. 27nisso apareceu um eunuco etíope, ministro de candace, rainha da etiópia e administrador geral do seu tesouro, que tinha ido em peregrinação a jerusalém. 28ele estava voltando para casa e vinha sentado no seu carro, lendo o profeta isaías. 29então o espírito disse a filipe: 'aproxima-te desse carro e acompanha-o'. 30filipe correu, ouviu o eunuco ler o profeta isaías e perguntou: 'tu compreendes o que estás lendo?' 31o eunuco respondeu: 'como posso, se ninguém mo explica?' então convidou filipe a subir e a sentar-se junto a ele. 32a passagem da escritura que o eunuco estava lendo era esta: 'ele foi levado como ovelha ao matadouro; e qual um cordeiro diante do seu tosquiador, ele emudeceu e não abriu a boca. 33eles o humilharam e lhe negaram justiça; e seus descendentes, quem os poderá enumerar? pois sua vida foi arrancada da terra'. 34e o eunuco disse a filipe: 'peço que me expliques de quem o profeta está dizendo isso. ele fala de si mesmo ou se refere a algum outro?' 35então filipe começou a falar e, partindo dessa passagem da escritura, anunciou jesus ao eunuco. 36eles prosseguiram o caminho e chegaram a um lugar onde havia água. então o eunuco disse a filipe: 'aqui temos água. o que impede que eu seja batizado?' 38o eunuco mandou parar o carro. os dois desceram para a água e filipe batizou o eunuco. 39quando saíram da água, o espírito do senhor arrebatou a filipe. o eunuco não o viu mais e prosseguiu sua viagem, cheio de alegria. 40filipe foi parar em azoto. e, passando adiante, evangelizava todas as cidades até chegar a cesaréia.
- palavra do senhor.
- graças a deus

Salmo 65 (66)

- nações, glorificai ao nosso deus, anunciai em alta voz o seu louvor! é ele quem dá vida à nossa vida, e não permite que vacilem nossos pés.

r: aclamai o senhor deus, ó terra inteira.

- todos vós que a deus temeis, vinde escutar: vou contar-vos todo bem que ele me fez! quando a ele o meu grito se elevou, já havia gratidão em minha boca!

r: aclamai o senhor deus, ó terra inteira.

- bendito seja o senhor deus que me escutou, não rejeitou minha oração e meu clamor, nem afastou longe de mim o seu amor!

r: aclamai o senhor deus, ó terra inteira.

Evangelho de jesus cristo segundo são joão 6, 44-51

- aleluia, aleluia, aleluia!
- eu sou o pão vivo descido do céu, quem deste pão come sempre há de viver (jo 6, 51)

proclamação do evangelho de jesus cristo segundo são joão:

naquele tempo, disse jesus à multidão: 44ninguém pode vir a mim, se o pai que me enviou não o atrai. e eu o ressuscitarei no último dia. 45está escrito nos profetas: 'todos serão discípulos de deus.' ora, todo aquele que escutou o pai e por ele foi instruído, vem a mim. 46não que alguém já tenha visto o pai. só aquele que vem de junto de deus viu o pai. 47em verdade, em verdade vos digo, quem crê, possui a vida eterna. 48eu sou o pão da vida. 49os vossos pais comeram o maná no deserto e, no entanto, morreram. 50eis aqui o pão que desce do céu: quem dele comer, nunca morrerá. 51eu sou o pão vivo descido do céu. quem comer deste pão viverá eternamente. e o pão que eu darei é a minha carne dada para a vida do mundo'.

- palavra da salvação
- glória a vós, senhor

comentário do dia por são columbano (563-615)
monge, fundador de mosteiros
instrução 13, 1-2: pl 80, 254-255
«quem comer deste pão viverá eternamente»

queridíssimos irmãos, se a vossa alma tem sede da fonte divina de que vou falar-vos, excitai essa sede e não a apagueis. bebei, mas sem vos saciardes; porque a fonte viva chama-nos e a nascente da vida diz-nos: «quem tiver sede, venha a mim e beba» (jo 4,37). […]

vede de onde brota esta fonte: do lugar de onde desceu o pão; porque o pão e a fonte são um só: o filho unigénito, nosso deus, jesus cristo senhor, do qual devemos ter sempre sede. mesmo que o comamos e o devoremos com o nosso amor, o nosso desejo provoca-nos ainda mais sede dele. bebamo-lo continuamente com um amor imenso, como a água de uma nascente, bebamo-lo com avidez, e deliciemo-nos com o seu doce sabor. porque o senhor é doce e bom. quer o comamos, quer o bebamos, teremos sempre fome e sede dele, porque ele é para nós um alimento e uma bebida absolutamente inesgotáveis. […] ele é realmente a fonte dos sedentos e não a dos satisfeitos. ele convida os sedentos, que declara bem-aventurados (mt 5,6), pois nunca bebem bastante, antes têm tanto mais sede quanto mais tiverem bebido.

irmãos, desejemos, procuremos, amemos «a fonte da sabedoria, a palavra de deus nos céus» (si 1,5); pois nela estão escondidos, como diz o apóstolo, «todos os tesouros da sabedoria e da ciência» (col 2,3). […] se tens sede, bebe da fonte da vida; se tens fome, come o pão da vida. felizes os que têm fome deste pão e sede desta fonte! […] como é bom o que se pode saborear continuamente sem deixar de o desejar! di-lo o profeta david: «saboreai e vede como o senhor é bom!» (sl 33, 9)


Copyright© Arautos do Evangelho 2011. Todos os direitos reservados.
Divulgação autorizada, citando a fonte.

quarta-feira, 22 de abril de 2015

PAPA FRANCISCO: A PALAVRA DE DEUS INCOMODA O CORAÇÃO DOS PAGÃOS

"A verdadeira história da Igreja é a história dos santos e dos mártires: perseguidos e mortos por aqueles que acreditavam possuir ‘a verdade’. Coração corrupto, mas ‘a verdade’”

O Papa Francisco afirmou que os cristãos continuam a ser perseguidos hoje porque a Palavra de Deus incomoda o coração dos pagãos.
Em sua homilia hoje na Casa Santa Marta, o Papa comentou a passagem evangélica que mostra o julgamento de Estevão e o seu apedrejamento.
Os mártires – afirmou o Papa – não precisam de “outros pães”, o único pão é Jesus. E destacou que Estevão “não precisava negociar e assumir compromissos”.
O seu testemunho era tão forte que os seus delatores “não conseguiam resistir à sabedoria” e ao espírito “com o qual ele falava”. Assim como Jesus, também Estevão teve de enfrentar testemunhas falsas e a rebelião do povo que o julgava.

DESEJO À VOCÊ!

Que… “Chuvas de Bênçãos sejam derramadas abundantemente sobre ti e tua Casa“… Que… a Unção de DEUS seja como um bálsamo a envolver tua vida e te Ungir Completamente pela Glória de DEUS“… Que… “DEUS faça prosperar tudo aquilo que vier até tuas mãos, e que de uma semente cresçam milhares de árvores Frutíferas“… Que… “Todas as Promessas de DEUS sejam uma Coroa de Vitória e Vida para você como Prova da Fidelidade do teu DEUS, acerca de tudo o que Ele Fala e Cumpre“… Que… “Rios de águas Vivas corram dentro de tí, purificando, e levando tudo aquilo o que não é de DEUS“. Que…“A Glória de DEUS repouse sobre sua vida…Amém ...